Albufeira é ‘Município Amigo do Desporto’

No passado dia 29 de novembro, no âmbito do congresso da APOGESD – Associação Portuguesa de Gestão do Desporto, Albufeira foi reconhecida por esta Associação e pela Cidade Social, como ‘Município Amigo do Desporto’, dadas as suas boas práticas neste domínio, recebeu o respectivo galardão. Dos 16 concelhos algarvios, oito obtiveram esta distinção e de todo o país forma reconhecidos 88 municípios, incluindo arquipélagos.

O Presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, mostra-se satisfeito pelo reconhecimento do trabalho de âmbito desportivo desenvolvido por todo o concelho e refere que tem havido “uma política ativa quanto ao desporto em Albufeira. Além da comparticipação financeira ao clubes e associações, que este ano ascendeu já a mais de 300 mil euros, prestamos apoio a nível logístico e promocional, disponibilizamos transporte e combustível, bem como instalações para a realização de treinos e jogos. Acresce ao nosso Plano de Apoio ao Associativismo Desportivo (PAAD), o acolhimento de diversos campeonatos internacionais de diversas modalidades, e veja-se o nosso Cross das Açoteias, que é já uma marca histórica, a Gala do Desporto e muito mais.”

Note-se que a par dos eventos, Albufeira está equipada com diversos espaços, como estádios, piscinas, pistas e outros, para as diversas práticas desportivas. Dos cerca de 5000 atletas, de entre as 22 modalidades existentes em Albufeira, quase metade são federados. O Programa ‘Município Amigo do Desporto’ constitui um grupo de boas práticas de benchmarking e de formação em relação ao modelo de intervenção dos municípios nas práticas de atividades físicas e no desenvolvimento desportivo assim como dos resultados obtidos pelos municípios portugueses.

Para a atribuição deste galardão contaram diversos parâmetros, como: a organização, o planeamento desportivo e a dimensão económica; as instalações e as organizações desportivas existentes; os eventos de atividade física, desportivos e de formação; os programas de atividade física e desportivos; as estratégias e práticas de promoção da sustentabilidade ecológica e da eficiência energética; as práticas de desporto solidário e a promoção da ética desportiva e dos valores; as parcerias existentes; a realidade desportiva e de prática regular de atividade física; o cumprimento da legislação e a implementação de estratégias de marketing, comunicação e inovação. Segundo o responsável nacional do programa, Pedro Mortágua Soares, “este programa parte do pressuposto de que o desporto e a atividade física são fatores de desenvolvimento do território e de melhoria da qualidade de vida da sua população, devendo ser reconhecidas as boas práticas, no sentido de as partilhar, potenciando a prática regular de atividade física e o desenvolvimento desportivo português.“

 

You may also like...

Deixar uma resposta