‘Algarve Jazz Gourmet Moment’ em Albufeira

Jazz, gastronomia e vinhos são a combinação perfeita que o evento ‘Algarve Jazz Gourmet Moment’ vai oferecer aos visitantes entre 12 e 14 de maio, em Albufeira, numa produção da Orquestra de Jazz do Algarve, que conta com o apoio do programa 365 Algarve, da Câmara Municipal de Albufeira, da APAL – Agência de Promoção de Albufeira e do Grupo Nau Hotels.

Durante três dias, de 12 a 14 de maio, vão passar pelo palco do Centro de Congressos de São Rafael alguns dos maiores ícones do jazz mundial, dando a conhecer vários estilos deste género musical. O cartaz apresenta no primeiro dia Tom Hanrell, num concerto instrumental com a Orquestra de Jazz do Algarve. A 13 de maio, Virginie Teychné Quintet traz um jazz com “vertentes quase étnicas, recordando algumas sonoridades mediterrânicas”, enquanto no último dia vai-se ouvir um jazz mais clássico com o quarteto de Jane Monheite.

De acordo com a organização, trata-se de um evento inovador que combina o melhor do Jazz à excelência da gastronomia algarvia com o pretexto de criar uma experiência única de sons e sabores, para o que foram convidados vários restaurantes do concelho que irão preparar ementas especiais para os dias do festival.

Os produtos da região irão estar em destaque numa versão gourmet, com o melhor da excelência da gastronomia algarvia, do vinho e do artesanato. No final de cada concerto estão marcadas ‘jam sessions’ numa sala do Centro de Congressos e sessões de autógrafos com os artistas convidados.

Os bilhetes diários já estão à venda online em https://algarvejazzgourmetmoments.bol.pt/, pelo valor de 15 euros.

 

Aposta de sucesso
O Festival “Algarve Jazz Gourmet Moments” foi apresentado em conferência de imprensa, a 7 de abril, no Hotel São Rafael Atlântico, tendo contado com as presenças de Dália Paulo, comissária do ‘365 Algarve’, Alexandra Gonçalves, diretora regional de Cultura do Algarve, Carlos Silva e Sousa, presidente da Câmara Municipal de Albufeira, Vítor Vieira, vice-presidente da APAL, Bruno Silva, diretor do São Rafael Atlântico e Hugo Alves, maestro da Orquestra de Jazz do Algarve (OJA).

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira, por sua vez, sublinhou que o evento enquadra-se totalmente nos objetivos estratégicos do Município. “Ao aliar a modernidade intemporal do jazz à intemporalidade da gastronomia, este evento constitui um grande desafio, permitindo criar experiências muito positivas que espero possam ser replicadas fora de portas”. Carlos Silva e Sousa informou que a autarquia e os empresários do concelho, através da APAL, abraçaram a ideia desde o primeiro instante e estão empenhados em que o evento seja um sucesso, que tenha continuidade e que sirva para elevar o nível da oferta turística na região.

“A qualidade do festival é inquestionável, por isso espero que esta primeira edição seja apenas o início de um longo percurso e que sirva, também, para captar novos públicos para um estilo de música menos comum, nomeadamente os jovens”, disse.

You may also like...

Deixar uma resposta