Cavalos de Guerra a 23 de novembro em Olhão

O Auditório Municipal de Olhão acolhe a 23 de novembro, pelas 16h30, a estreia do filme ‘Cavalos de Guerra’, uma produção Chimera Visuals by João Rodrigues para o Município de Olhão. A exibição serve de mote para assinalar o Dia Nacional do Mar, que se celebra a 16 de novembro, e conta com a presença do ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos. 

Aquela que foi considerada a maior comunidade de cavalos-marinhos do mundo, enfrenta hoje sérios riscos de desaparecimento. Uma equipa de mergulhadores, fotógrafos e cientistas embarcaram numa missão pelas águas labirínticas da Ria Formosa, com o objetivo de salvar um dos tesouros mais valiosos de Portugal, o enigmático cavalo dos mares. Um projeto que o Município de Olhão muito se honra de financiar.

O desaparecimento de cavalos-marinhos na Ria Formosa, nos últimos anos, é alarmante. A pressão humana sobre este ecossistema tem sido brutal e o ‘habitat’ essencial destes seres vivos, constituído maioritariamente por pradarias de ervas marinhas, está a desaparecer a um ritmo alucinante. Entre as inúmeras ameaças, a captura ilegal com destino ao mercado asiático já dizimou grande parte da população. 

De forma a combater este problema, o documentário ‘Cavalos de Guerra’, do Município de Olhão, produzido pela ‘Chimera Visuals’, pretende atuar como ferramenta de conservação através da sensibilização da comunidade.

Trata-se de um filme que pretende transmitir ao espetador a necessidade de conservação do nosso património natural, assim como o papel importante que cada um de nós desempenha para o equilíbrio do meio ambiente, a nossa única casa. 

Situado no Algarve, o Parque Natural da Ria Formosa é uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal. Um património de valor incalculável com uma área de 18400 hectares que se estende ao longo de 60 quilómetros de costa do sotavento algarvio. Trata-se de uma área protegida com características únicas de extrema importância para a região. Se explorada de forma consciente e sustentável, a Ria Formosa poderá vir a ser um dos motores da nova ‘economia azul’. As potencialidades deste ecossistema ao nível tecnológico, novas energias, aquacultura e biotecnologias são hoje consideradas um desígnio nacional e um mar de oportunidades.

Apesar de a entrada para a estreia de ‘Cavalos de Guerra’ ser livre, carece de reserva de acordo com a disponibilidade de lugares sentados. Assim, os bilhetes podem ser levantados no horário normal de funcionamento do Auditório Municipal de Olhão, de terça a sexta-feira das 14h00 às 18h00, a partir de 5 de novembro. Serão disponibilizados, no máximo, três (3) bilhetes por pessoa, enquanto existirem lugares vagos.

You may also like...

Deixar uma resposta