Crianças de Albufeira batizam mascote da Proteção Civil

Os alunos das escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico do concelho de Albufeira deram nomes às mascotes do Serviço Municipal de Proteção Civil, no âmbito de um concurso que esteve a decorrer até 23 de março.

‘Valente’ e ‘Valentina’ foram os nomes mais votados, numa alusão à bravura, coragem e determinação que o simpático casal de mascotes deve ter para conseguir ajudar todas as pessoas em situação de risco ou de catástrofe.

No final, as escolas que participaram no concurso receberam um jogo de tabuleiro alusivo à temática.

Entretanto, aquele serviço municipal regressou às escolas para dar continuidade às ações de sensibilização e prevenção, destinadas a preparar a comunidade escolar para as medidas corretas a adotar em caso emergência.

Este trabalho, que tem vindo a ser desenvolvido ao longo dos últimos cinco anos em estreita colaboração com os vários agentes de Proteção Civil, nomeadamente Bombeiros Voluntários de Albufeira, Guarda Nacional Republicana, Autoridade Marítima, Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Silves e Albufeira, INEM e Divisão da Polícia Municipal e Vigilância, tem por objetivo sensibilizar alunos, professores, educadores e auxiliares de educação para todas as questões ligadas à segurança e prevenção de riscos, com vista a desenvolver rotinas e comportamentos adequados em caso de acidentes e catástrofes.

Através destas ações, a autarquia local pretende promover uma cultura de segurança, desde os primeiros anos de escolaridade, contribuindo para a construção de comunidades mais resilientes, tendo neste ano, e pela primeira vez, a iniciativa sido alargada à participação de todos os Jardins de Infância da rede pública do concelho.

O projeto realiza-se de acordo com uma metodologia que aborda diferentes temáticas em função do ano de escolaridade dos participantes. ‘À Descoberta da Proteção Civil’ é a proposta para os mais pequeninos (jardins-de-infância) que, através desta ação, têm a oportunidade de ter o primeiro contacto com os vários agentes de Proteção Civil do concelho. Quanto aos alunos do 1º Ciclo, trabalham o tema ‘Crescer em Segurança’, que pretende sensibilizar para os riscos e as medidas de prevenção e autoproteção, nomeadamente em caso de incêndio na escola, ou em situações de acidente ou catástrofe como inundações, terramotos, secas ou tornados.

No final da ação, a comunidade escolar é convidada a participar num exercício de evacuação em contexto de incêndio ou sismo, com vista a treinar e testar os procedimentos adquiridos.

‘Educar para o Risco’ e ‘Cidadania Marítima’ são as temáticas propostas para o 2º e 3º Ciclo, sendo que a segunda ação conta com a colaboração da Autoridade Marítima que, próximo da abertura da época balnear, aproveita a oportunidade para alertar as crianças para os cuidados e comportamentos a ter em meio aquático (praia, rio e piscina).

Os mais crescidos (Ensino Secundário) ficam com a responsabilidade de trabalhar o tema ‘Aprender a Salvar’, onde, com a colaboração do INEM, são-lhes transmitidos conhecimentos em suporte básico de vida e sistema integrado de emergência médica.

As ações de sensibilização tiveram início a 20 de março e prolongam-se até ao final do presente ano letivo.

You may also like...

Deixar uma resposta