Funcionários da Câmara de Lagoa lidam com desfibrilhador automático

1 (2)

A Câmara Municipal de Lagoa aderiu ao programa “DAE – Desfibrilhador Automático Externo” para uso nas suas instalações, formando 47 funcionários que disporão de quatro unidades daquele equipamento nos seus edifícios, para usufruição pública.

Trata-se de um programa que consiste na instalação de desfibrilhadores em espaços acessíveis ao público e na formação de pessoas que frequentem esses espaços com suporte básico de vida (SBV) e desfibrilhação (DAE).

O desfibrilhador automático externo serve para aplicar uma descarga elétrica através do tórax, de forma a cessar uma fibrilhação ventricular, um dos motivos de paragem cardiorrespiratória (PCR) e morte súbita.

O choque elétrico, aplicado através de duas placas colocadas sobre o peito, faz com que a contração das células do coração volte a ser coordenada.

No caso do concelho de Lagoa, vão beneficiar da utilização deste sistema os utentes da piscina e pavilhão municipais, Estádio da Bela Vista, campo desportivo de Estômbar e Parque de Feiras, no âmbito do programa, cujo licenciamento é realizado pelo INEM – Instituto Nacional de Emergência Médica.

You may also like...

Deixar uma resposta