GNR apreende armas em oficina ilegal de Olhão

NIC Loulé

Um cidadão português, de 42 anos, indiciado pelo crime de detenção de arma proibida, foi detido ao final da tarde de segunda-feira, 25 de janeiro, por militares do Núcleo de Investigação Criminal da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Loulé. Na altura, acabou por ser apreendido diverso armamento, entre pistolas, munições e uma faca, além de droga.

Tudo aconteceu na sequência de uma operação policial em Olhão, no âmbito de um inquérito a cargo da 1.ª Secção do Ministério Público do DIAP – Loulé.

Um comunicado do Comando Territorial de Faro da GNR revela que “as diligências investigatórias relacionadas com um crime de ameaças agravadas, perpetrado no ano transato na zona de Loulé, conduziram à realização de busca a uma oficina de mecânica automóvel localizada na cidade de Olhão, propriedade do suspeito e que se verificou funcionar de forma ilegal, sem qualquer licenciamento.”

Assim, no seguimento da busca, “foi possível apreender diverso armamento que se encontrava nas instalações, nomeadamente duas pistolas calibre 7.65mm, uma pistola de alarme, várias munições, uma faca de abertura automática e ainda uma pequena quantidade de produto estupefaciente”, sublinha aquela força de segurança.

A ação, levada a efeito com o apoio da Polícia de Segurança Pública de Olhão e de militares da Equipa de Proteção da Natureza da GNR de Faro, esclarece o comunicado, permitiu dessa forma “apreender armamento que se encontrava dissimulado no interior da oficina e em espaços anexos à mesma, decorrendo investigações complementares no âmbito do presente inquérito”.

Militar da GNR de Albufeira em período de descanso detém jovem 

Por outro lado, também no dia 25, durante a madrugada, um militar do Subdestacamento Territorial da GNR de Albufeira procedeu à detenção de um jovem português, de 17 anos, indiciado pelo crime de dano em veículo.

Segundo o mesmo comunicado, “o referido militar, que se encontrava em período de descanso junto à sua habitação, verificou que um indivíduo, acompanhado de outros dois” estava “a causar danos em veículos estacionados em zona habitacional do centro da cidade de Albufeira”.

A pronta ação daquele agente permitiu “intercetar e imobilizar” o causador dos prejuízos, tendo através das características sido possível “localizar e identificar os outros dois elementos do grupo, também eles cidadãos portugueses de 17 anos, todos residentes na cidade de Albufeira”, concluiu a GNR.

You may also like...

Deixar uma resposta