Lagoa Wine Show “vai deixar marcas em Lagoa e no Algarve”

wine show12

José Manuel Oliveira

Começou ontem no Centro de Congressos do Arade, no Parchal, o ‘Lagoa Wine Show’, uma mostra de vinhos que até domingo apresenta provas de vinho, eventos gastronómicos e espetáculos musicais, reunindo cerca de 40 produtores de vinho de várias zonas do país. Na cerimónia de inauguração, o presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Francisco Martins, deixou a convicção: “Este é um evento que vai deixar marcas em Lagoa e na região do Algarve”.

Num breve discurso, o edil de Lagoa sublinhou: “Nesta gala estamos a promover os vinhos de Portugal, mas dando saliência aos do Algarve e obviamente aos vinhos de Lagoa. Neste ano, tivemos a felicidade e a honra de ser galardoados pela Associação dos Municípios Produtores de Vinho, com o galardão ‘Cidade do Vinho’. Foi uma aposta iniciada no início deste mandato, de valorização deste produto de consumo com a História do nosso concelho e em boa hora trabalhámos junto da AMPV. Vamos por este país fora e pela Europa fora com empresas internacionais levar aquilo que é o nosso produto, o nosso vinho, a nossa região. Estamos aqui reunidos neste segundo evento ‘Lagoa Wine Show’ com outro figurino, numa aposta maior em termos da qualidade que estamos a proporcionar. É um evento que vai deixar marcas em Lagoa e na região do Algarve.”

Em jeito de recado sobre o Centro de Congressos do Arade, gerido desde há anos pelas câmaras de Lagoa, Portimão, Silves e Monchique, mas que tem sido pouco utilizado, excetuando a autarquia lagoense, Francisco Martins acrescentou: “E estamos também num espaço único no Algarve. Embora sedeado em Lagoa, não é um espaço de Lagoa, é um espaço da região e todas as entidades do Algarve o têm de encarar como tal. Nós, juntamente com os parceiros que fazem parte do Conselho de Administração do Pavilhão do Arade, tudo temos feito para salvar este espaço, para o dignificar, para elevar o nome deste espaço. Isso tem vindo a acontecer e hoje ao contrário se calhar do que há dois anos atrás”.

O evento, que encerrará já na madrugada de segunda-feira, 25 de abril, contará com provas comentadas e outras de sabores de especialidades gastronómicas do Algarve, estas a cargo do chefe Augusto Lima, além de espetáculos musicais. Os bilhetes para os concertos custam 10 euros e com mais cinco cada visitante receberá à entrada do local do certame um copo para degustar os vinhos em exposição. No sábado, dia 24, terá início, pelas 16h30, uma conferência denominada ‘Lagoa Cidade do Vinho desde há dois mil anos”, com a presença dos professores João Pedro Bernardes e Luís Filipe Oliveira, ambos da Universidade do Algarve, do engenheiro Carlos Gracias, presidente da Comissão Vitivinícola do Algarve, e do doutor Pedro Magalhães Ribeiro, que preside à Associação dos Municípios Produtores de Vinho (AMPV).

Chefes preparam pratos tipicamente algarvios
Já em declarações ao ‘site’ da revista Algarve Vivo, Luís Encarnação, vereador da Câmara Municipal de Lagoa, explicou quais são as inovações desta segunda edição do ‘Lagoa Wine Show’: “O que mais marca a diferença para este ano é claramente uma aposta mais forte na gastronomia. Ou seja, juntar a gastronomia com os vinhos, com os chefes que todos os dias às 20h30 vão preparar aqui pratos típica e genuinamente algarvios. Para começar, nesta sexta-feira foi chamuça de cavala com xeréns. No sábado, vamos ter uma cataplana de polvo e no domingo a típica cataplana de peixe. Outro aspeto a destacar tem a ver com as provas comentadas, em que todos os dias a partir das 19h00, dois enólogos dão a conhecer e explicar o que são o melhor dos vinhos e a diferença entre estes, tanto para profissionais como para leigos na matéria, para quem se vai iniciar agora na questão dos vinhos.”

Refira-se que nas sete tasquinhas instaladas no local, há de tudo: desde enchidos tradicionais a petiscos algarvios, nomeadamente pão, chouriço, presunto, queijo, orégãos, limonadas e doces, entre muitas outras iguarias. Existe também um restaurante de apoio no qual os visitantes podem tomar uma refeição mais completa.
“O total de expositores ronda as seis, sete dezenas. Neste caso, há uma redução porque apostamos em manter tudo no mesmo piso e potenciar sobretudo a qualidade”, concluiu Luís Encarnação.

Rodrigo Leão quase lotado
O artista Rodrigo Leão foi o protagonista do primeiro concerto do evento, quase lotando a sala de espetáculos do Centro de Congressos do Arade. Mais de 700 pessoas assistiram ao concerto, em mais um grande momento de música e cultura em Lagoa. Para este sábado, a partir das 21h30, António Zambujo conta já com sala quase lotada e amanhã, domingo, os Deolinda devem mesmo lotar os cerca de 900 lugares do Centro de Congressos do Arade.

wine show12wine show1

wine show3

wine show

wine show11

wine show12

wine show13

wine show22

lagoa wine23

lagoa wine24

lagoa wine25

You may also like...

Deixar uma resposta