Lagos preside à Associação dos Municípios com Centro Histórico

A Câmara Municipal de Lagos foi há dias eleita presidente da direção da Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico para o quadriénio 2018-2022.

Lagos tem ocupado um lugar de relevo nos corpos sociais daquela entidade desde a década de 1990, tendo pertencido aos seus órgãos dirigentes, como vogal do conselho fiscal, vogal e vice-presidente da direção. Para além disso, o Município lacobrigense acolhe uma das duas delegações regionais da associação, criada em 1996.

Para a presidente da câmara algarvia, Maria Joaquina Matos, “Lagos sempre deteve uma posição de destaque e de participação efetiva e interessada na vida da associação, tendo frequentemente apresentado propostas no sentido de aperfeiçoar a sua ação, colaborado com artigos na revista ‘Centros Históricos’ e participado ativamente nos vários encontros nacionais, convenções e outros eventos, com comunicações técnicas apresentadas, concretamente na Nazaré, Lagos, Lamego, Angra do Heroísmo e Tavira”.

A distinção representa, para a autarca, “o corolário lógico deste percurso continuado e coerente, no sentido de dar mais uma colaboração efetiva para a eficácia e prestígio da Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico.”

De acordo com Maria Joaquina Matos, o mandato será pautado pela “continuidade do trabalho desenvolvido pelas anteriores direções, procurando aperfeiçoar alguns aspetos do seu funcionamento, tomar decisões sobre alguns temas pendentes e procurar fortalecer a associação em termos de membros e meios, para resolução dos grandes problemas que são a salvaguarda e reabilitação dos centros históricos, através de um maior diálogo com os organismos do poder central e regional e da disponibilização de informação sobre aspetos técnicos e de financiamento à reabilitação urbana.”

 

You may also like...

Deixar uma resposta