Lagos vai aderir à Associação de Municípios Portugueses do Vinho

Valorizar a produção vitivinícola lacobrigense, incrementar o espírito associativo e o trabalho em rede no setor e promover a economia em volta do vinho, estabelecendo parcerias entre diferentes setores económicos, nomeadamente com o turismo, são os propósitos da decisão, tomada na última reunião do executivo lacobrigense, de adesão à Associação de Municípios Portugueses do Vinho (A.M.P.V.).

No debate que antecedeu a deliberação, Maria Joaquina Matos, presidente do Município, relembrou a mais-valia que representa a geminação com Torres Vedras, a capital portuguesa do vinho, salientando que, apesar de em Lagos não existirem tantos produtores como naquele concelho, os mesmos, neste contexto de cooperação institucional intermunicipal, que puderem agarrar esta oportunidade de, com a ajuda do Município de Torres Vedras, dar um contributo acrescido à promoção da produção vitivinícola do concelho, serão muito bem-vindos.

A apresentação da proposta de adesão foi consolidada após a realização de uma reunião com os produtores de vinho sedeados no concelho de Lagos e registados na Comissão Vitivinícola do Algarve com vinhos de Indicação Geográfico Protegida (IGP) e Denominação de Origem Controlada (DOC).

Dessa reunião terá ficado demonstrado o interesse dos produtores presentes em participar ativamente nas ações a desenvolver, tendo existido o compromisso mútuo de se organizar uma Prova de Vinhos, assim como outras iniciativas que contribuam para a valorização do vinho produzido em Lagos, designadamente ações de sensibilização junto dos distribuidores.

De acordo com a informação disponibilizada pela A.M.P.V., a Associação tem atualmente 79 municípios associados, entre os quais 3 do Algarve (Albufeira, Lagoa e Silves), a que se junta agora o Município de Lagos.

Nos termos dos estatutos da referida Associação, a decisão de adesão vai ser remetida à Assembleia Municipal para ratificação.

You may also like...

Deixar uma resposta