Loulé Concelho Global foi certificado

No âmbito do Pacto para a Conciliação integrado no “Programa 3 em Linha – Programa para a Conciliação da Vida Profissional, Pessoal e Familiar”, celebrado no passado mês de fevereiro, em que um dos signatários foi o Município de Loulé, a Loulé Concelho Global foi a primeira empresa municipal do país a ser certificada.

De acordo com a Norma Portuguesa 4552:2016, esta certificação distingue as empresas e instituições que pretendem ir além daquilo a que estão legalmente obrigadas, em matéria de conciliação entre a vida profissional e a vida pessoal. Esta distinção revela que a empresa municipal com capitais exclusivos da Câmara Municipal de Loulé conseguiu cumprir os requisitos necessários na implementação de um sistema de gestão da conciliação baseado em princípios e valores que visam elevar o bem-estar, qualidade de vida e satisfação geral das partes.

São objetivos deste pacto de conciliação a promoção de um maior equilíbrio entre a vida profissional, pessoal e familiar, como condição para uma efetiva igualdade entre homens e mulheres, de bem-estar, de produtividade e de sustentabilidade demográfica e para uma cidadania plena, que permita a realização de escolhas livres em todas as esferas da vida, ou seja, assumindo uma mudança cultural e organizacional no sentido do reconhecimento da conciliação da vida profissional, pessoal e familiar como critério de gestão das organizações.

Esta certificação foi atribuída pelo Bureau Veritas, líder mundial na avaliação de conformidade e certificação e a única entidade em Portugal que pode emitir certificação para esta norma, no seguimento da assinatura do programa “3 em Linha”.

Depois da empresa municipal Loulé Concelho Global, até ao final do presente ano, está prevista a certificação da Câmara Municipal de Loulé e da empresa municipal Infralobo. Para 2020, esta mesma orientação será adotada pelo restante setor empresarial local.

Para os responsáveis louletanos, “esta distinção premeia o trabalho que tem sido realizado pelo Município, em conjunto com as quatro empresas municipais, tendo em vista a melhoria do bem-estar dos trabalhadores e, consequentemente, da produtividade, com claros benefícios para a organização e para a melhoria da prestação dos serviços públicos e atendimento aos munícipes no concelho”.

You may also like...

Deixar uma resposta