Município de Albufeira distingue pequenas e médias empresas

A Câmara Municipal de Albufeira realizou há dias uma cerimónia de reconhecimento público para homenagear as 70 empresas locais galardoadas com o Estatuto PME Líder e PME Excelência.

Estes estatutos são atribuídos pelo IAPMEI  – Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação, numa parceria com o Turismo de Portugal e os principais bancos a operar no país. É um instrumento de qualificação de empresas, que distingue as PME com melhores indicadores económico-financeiros, que prossigam estratégias de crescimento e liderança competitiva.

“Há cinco anos que o Município de Albufeira realiza esta cerimónia, com o objetivo de reconhecer aqueles que obtiveram os melhores desempenhos nas diferentes áreas de atividade. É importante que estas empresas sejam reconhecidas, quer pelos seus clientes, quer pelo poder político e poder público”, salientou José Carlos Rolo, presidente da autarquia.

O estatuto PME Líder e PME Excelência tem associado um conjunto de vantagens, nomeadamente no que respeita ao acesso ao crédito, melhores condições de financiamento e de aquisição de produtos e serviços, facilidades nas relações com a banca e administração pública, e um certificado de qualidade na sua relação com o mercado.

Durante a cerimónia, João Pimentel, diretor da Direção de Proximidade Regional e Licenciamento do IAPMEI, felicitou as empresas, que considera “uma referência para a economia portuguesa”. O dirigente fez saber que a nível nacional, “Albufeira continua a demonstrar um dinamismo empresarial que merece ser sublinhado. O concelho tem 70 PME Líder e 32 PME Excelência, que apresentam indicadores de desempenho e de solidez financeira alinhadas e mesmo superiores à média nacional, destacando-se o peso das PME Líder e Excelência do setor do Turismo, que representam respetivamente, 68 e 78 por cento em Albufeira, contra 11 e 20 por cento a nível nacional”.

João Pimentel referiu que estas empresas apresentaram, em 2016, um volume de negócios de aproximadamente 220 milhões de euros. “Para além de uma evolução de quase 16 por cento no volume de negócios, obtiveram uma melhoria dos resultados líquidos em quase 47 por cento. A sua autonomia financeira é superior a 58 por cento e a rentabilidade dos capitais próprios perto de 25 por cento. São números que refletem bem a comunidade, o trabalho e o esforço das empresas, mas destacam também a responsabilidade associada à atribuição deste estatuto”, sublinhou.

Carlos Abade, membro do conselho diretivo do Turismo de Portugal, confessou sentir-se orgulhoso e honrado por estar em Albufeira, “um concelho com uma grande importância para o setor”. “Em Portugal tivemos 767 empresas que mereceram o estatuto de PME Líder, das quais mais de metade obteve o estatuto de PME Excelência. Só no concelho de Albufeira, temos hoje 46 empresas turísticas com o estatuto de PME Líder, que representa praticamente 6 por cento do total do país, das quais 25 são PME Excelência”, destacou.

O responsável turístico salientou ainda que, em comparação com o ano anterior, Albufeira duplicou o número das PME Líder e triplicou o das PME Excelência: “são números que revelam um desempenho notável do ponto de vista de crescimento, de um concelho que se posiciona no pelotão da frente daquilo que é o crescimento do sector do turismo e com isso, da economia nacional”, garantiu.

You may also like...

Deixar uma resposta