Peça ‘Regresso à Palestina’ passa pelo Cine-teatro Louletano

No âmbito da 4ª edição do Festival Encontros do DeVIR, no próximo dia 13 de abril, pelas 21h30, o Cine-Teatro Louletano acolhe a inquietante peça de teatro ‘Regresso à Palestina’, pelo Freedom Theatre, juntando-se ainda a leitura do texto ‘Como arde o corpo de um inocente’, de Bruno Vieira Amaral, com ilustração em tempo real de Fidel Castro.

‘Regresso à Palestina’ resulta da partilha de histórias reais, de testemunhos num estilo sarcástico, cómico e trágico, contadas pelos habitantes dos campos de refugiados. É uma forma de denúncia que ajuda a resistir à segregação, à dureza que é viver sob a ocupação israelita na Palestina, uma realidade do ‘outro mundo’, em que os atores recriam com os seus corpos o espaço físico e emocional em que vivem.

Jad, um palestiniano nascido nos EUA, decide visitar a Palestina pela primeira vez na sua vida. Querendo saber mais sobre o seu povo e identidade, descobre que a realidade é muito diferente do que a que se vê nas notícias.

Esta peça foi criada no contexto de uma pesquisa e recolha de histórias, através da forma de teatro interativo ‘playback theatre’, em que os atores trabalham diretamente com as comunidades que fazem parte da Freedom Ride – iniciativa itinerante do Freedom Bus que viaja de comunidade em comunidade, partilhando histórias como forma de resistir a dureza que é viver sob a ocupação israelita na Palestina.

O trabalho cénico reúne histórias reais contadas por habitantes do campo de refugiados de Jenin, Fasayel, campo de refugiados de Dheisha, Mufaqara e Gaza.

A direção e dramaturgia deste espetáculo cabem a Micaela Miranda, a consultadoria artística é da responsabilidade de Nabil Al-Raee, a consultadoria musical é assinada por António Serginho, a coordenação da ‘tour’ europeia está a cargo de Andy Cummins, a tutoria ‘playback theatre’ é de Ben Rivers e a produção está por conta de Mustafa Sheta. O elenco é composto por Ahmed Tobasi, Amir Abu Al Rob, Ihab Talahmeh, Motaz Malhees, Raneen Odeh e Samah Mahmoud, contando ainda com os músicos Samer Abu Hantash & Nabil Al-Raee, e com Adnan Naghnaghiye na técnica e logística.

O Freedom Theatre é um teatro comunitário e centro cultural no campo de refugiados de Jenin, na parte norte da Cisjordânia ocupada.

O espetáculo tem a duração de 60 minutos, dirige-se a maiores de 12 anos e o bilhete tem um custo associado por pessoa de 5 euros, sem descontos aplicáveis.

A organização deste evento cabe ao DeVIR/CAPa, uma estrutura financiada pela República Portuguesa – Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes, numa iniciativa co-financiada pelo Programa 365 Algarve do Turismo de Portugal, e Câmaras Municipais de Faro,  Loulé e Lagos.

You may also like...

Deixar uma resposta