Portimão assinala 158 anos de Manuel Teixeira Gomes

Os 158 de Manuel Teixeira Gomes, que nasceu em Portimão no dia 27 de maio de 1860, não vão passar em claro nesta cidade, estando agendadas duas iniciativas que invocam de forma criativa e peculiar esta figura singular da história portuguesa.

No dia 25 de maio, na Casa Manuel Teixeira Gomes, pelas 21h30, Teixeira Gomes e João de Deus juntam-se numa ‘Boémia Fértil’ a convite de José Alberto Quaresma, autor do livro ‘Manuel Teixeira Gomes – Biografia’, que vai revelar muito dos percursos convergentes e divergentes destas duas personalidades maiores de Portugal, bem como retalhos desconhecidos das suas vidas e contextos históricos.

Em três áreas temáticas – humor, amor e morte – é feita uma nova abordagem, baseada numa comunicação ilustrada com música original inédita de José Alberto Quaresma, composta sobre poemas de João de Deus, interpretada ao vivo, a que se junta uma apresentação multimédia, num diálogo interativo com o público. Com a participação especial da jovem pianista Laura Quaresma, a entrada é livre.

João de Deus e Manuel Teixeira Gomes são os dois mais ilustres algarvios nascidos no século XIX. Amigos que muito se admiravam, apesar da diferença de idades. João de Deus, poeta, músico, autor da ‘Cartilha Maternal ou Arte da Leitura’, que ensinou a ler milhões de portugueses até há bem pouco tempo, muito influenciou o jovem Manuel Teixeira Gomes que virá a ser um dos maiores escritores da primeira metade do século XX, diplomata e presidente da República. Tinham personalidades diferentes mas comungavam o mesmo gosto pela liberdade, pela boémia, pela música e pela literatura.

No dia 26 de maio, o Teatro Municipal de Portimão acolhe às 21h30 o Festival Entre Mares, que apresenta ‘Dois Séculos’ através do Quorum Ballet, peça criada em 2010 pelo coreografo Daniel Cardoso em homenagem a Manuel Teixeira Gomes.

Integrado no Festival Entre Mares, um evento de artes performativas inspirado nas deambulações transmediterrâneas do diplomata, boémio, melómano e viajante portimonense, a apresentação de ‘Dois Séculos’ acontece na véspera do 158º aniversário do seu nascimento.

A peça, que terá música original ao vivo de autoria de Jorge Silva, recupera imagens de tempos longínquos, desde a infância daquele que foi o sétimo presidente da República Portuguesa, até à hora da morte, na solidão de Bougie, a actual Béjaia (Argélia).

Lembra a sua paixão pelo mar e pelas viagens no Mediterrâneo, a política, o exílio, e finalmente a escrita e os livros, através das linguagens da dança, do teatro, da poesia, da música e das artes plásticas e técnicas multimédia.

Os bilhetes para a peça ‘Dois Séculos’ custam entre 7,50 e 10 euros e podem ser adquiridos na bilheteira do Teatro de terça-feira a sábado, das 13h30 às 18h00, na bilheteira online em tempo.bol.pt, na FNAC, na Worten, em lojas CTT ou restantes locais aderentes da rede BOL. – Através das linguagens da dança, do teatro, da poesia, da música e das artes plásticas e técnicas multimédia, o Quorum Ballet regressa a Portimão para um encontro renovado com a vida e obra de Manuel Teixeira Gomes, representando alguns momentos da sua biografia singular.

You may also like...

Deixar uma resposta