Potencial económico de Lagos é “saudável”

Por ocasião da inauguração em Lagos do Espaço Empresa, a secretária de Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann, realçou que o concelho “tem uma economia saudável e dinâmica, com espaço para crescer.”

A governante estava acompanhada na cerimónia pela presidente da Câmara de Lagos, Joaquina Matos, e por Vitor Neto, presidente da NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve, além de algumas dezenas de empresários, empreendedores e outras entidades presentes na apresentação do projeto Algarve Revit +.

O evento “não foi”, nas palavras de Joaquina Matos, “uma mera coincidência, mas sim o resultado de uma estratégia do Município para revitalizar a economia local”. Para a edil lacobrigense, “não se trata de colocar Lagos no mapa, mas colocar Portugal em Lagos”, de modo a que os empresários possam ter um acesso mais fácil aos serviços de que necessitam para implementar as suas estratégias de negócio.

Depois de se referir ao Espaço Empresa “como evidência da boa articulação entre as administrações públicas (central e local)” e ao projeto Revit + “como manifestação do bom relacionamento do Município com os agentes económicos”, a autarca frisou que “há oportunidades que não podem ser perdidas – perceção que levou Lagos a integrar o grupo dos municípios pioneiros no acolhimento do Espaço Empresa – e que não correr riscos seria muito mais negativo para os empresários, pois nesta, como em outras áreas, há todo um caminho a desbravar visando a constante inovação e dinamização empresarial.”

Quanto a Ana Teresa Lehmann, que visitou as instalações do Espaço Empresa na Câmara Municipal de Lagos, relembrou que este projeto “é muito especial para o Governo, uma vez que resulta da iniciativa conjunta do Ministério da Presidência, do Ministério da Economia e do Ministério dos Negócios Estrangeiros, e tem um propósito muito nobre: aproximar a administração pública das empresas e agilizar procedimentos, concentrando num único balcão cerca de cem serviços.”

Ao falar especificamente sobre Lagos, a secretária de Estado sublinhou “o envolvimento dos atores locais e regionais, assim como o crescimento sustentável do número de empresas com sede neste concelho”, o que, no seu entender, “é revelador de dinamismo empresarial.”

You may also like...

Deixar uma resposta