Programa de Reabilitação Respiratória de Proximidade do ACeS Sotavento vence Prémio Luísa Soares Branco


O Programa de Reabilitação Respiratória de Proximidade (PRRP) do ACeS Sotavento desenvolvido em parceria com o Centro Hospitalar Universitário do Algarve e os Municípios de Tavira e Vila Real de Santo António, com vista a melhorar a qualidade de vida das pessoas com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), foi distinguido esta semana com o Prémio Luísa Soares Branco promovido pela Associação Respira. 

Diminuir os sintomas associados às doenças respiratórias, como a dificuldade respiratória e o cansaço, melhorar a capacidade física, reduzir a ansiedade e a depressão, melhorar a qualidade de vida e aumentar a capacidade de gestão da doença das pessoas com DPOC são os principais objetivos das sessões promovidas pela equipa multidisciplinar, constituída por Fisioterapeutas, Enfermeiros, Técnicos Superiores de Desporto Médicos de várias especialidades (Pneumologia, Medicina Geral e Familiar e Dentária), Psicólogos, Nutricionistas, Técnicos Superiores de Serviço Social, Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica – Cardiopneumologia e Técnicos Superior de Diagnóstico e Terapêutica – Radiologia e que atua numa intervenção baseada em três pilares: avaliação e controlo clinico, exercício e educação do doente.

As sessões do PRRP decorrem no Pavilhão Municipal Dr. Eduardo Mansinho, três vezes por semana, entre as 11h00 e as 12h30; e no Complexo Desportivo de Vila Real de Santo António, também três vezes por semana, entre as 13h00 e as 14h30.

Após identificar o diagnóstico de DPOC, os utentes são referenciados pelo Médico de Família ou pelo médico Pneumologista para estas sessões que contam em média com cerca de dez utentes por sessão, sendo que doentes, familiares, cuidadores e todos os interessados em saber mais sobre o PRRP do ACeS Sotavento podem informar-se junto do seu médico de família ou pneumologista.

Na cerimónia de entrega do Prémio Luísa Soares Branco, no valor de 2500 euros, que decorreu na quarta-feira, dia 20 de novembro, na Sede da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP), e que contou com a presença dos profissionais que integram a equipa do PRRP do ACeS Sotavento, da Diretora Executiva do ACeS Sotavento, Luísa Prates, o Presidente o Conselho Diretivo da ARS Algarve, Paulo Morgado, destacou que este prémio representa «o reconhecimento do trabalho relevante e inovador que os nossos profissionais têm desenvolvido nesta área», sublinhando que «este programa ao apostar na proximidade e na articulação com as comunidades contribuiu para melhorar a qualidade de vida destes doentes, que por condicionalismos da sua doença e dificuldades acrescidas nas deslocações de outra forma não teriam acesso a este tipo de apoio». 

O Prémio Luísa Soares Branco resulta de uma parceria entre a Respira – Associação Portuguesa de Pessoas com DPOC e outras Doenças Respiratórias Crónicas e a Linde Saúde, tem uma periodicidade bienal e visa distinguir as instituições que se destacaram na prestação de serviços e cuidados de saúde a doentes respiratórios crónicos, em especial a pessoas com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC).

O Programa de Reabilitação Respiratória de Proximidade do ACeS Sotavento foi também um dos projetos selecionados para participar na exposição de posters científicos na 13ª Edição do Encontro de Boas Práticas em Saúde organizado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar (APDH), em parceria com a Direção-Geral da Saúde (DGS), a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) e as Administrações Regionais de Saúde (ARS) e em colaboração com a Direção Regional da Saúde dos Açores e a Secretaria Regional da Saúde da Madeira  e que decorreu esta quinta-feira, dia 21 de novembro, em Lisboa.

You may also like...

Deixar uma resposta