Requalificação da avenida Sá Carneiro avança com sugestões de empresários e moradores

Na passada semana, a Biblioteca Municipal Lídia Jorge acolheu uma sessão pública para apresentação do projeto de reabilitação urbana que promete tornar a longa Avenida Sá Carneiro e ruas confluentes, mais funcionais, mais limpas e ordenadas. Moradores e empresários estiveram presentes, apresentaram as suas queixas e sugestões e ficaram com acesso a um endereço electrónico para apresentarem as suas sugestões, até 15 de maio.

Todos os lugares da sala ficaram ocupados e muitos foram os empresários e moradores que ficaram de pé para ouvirem do Presidente da Câmara Municipal de Albufeira e da empresa que realizou o projeto de estudo prévio da requalificação da Avenida Sá Carneiro e arruamento envolventes, a Optimyzer, acerca do que se pretende para o futuro da avenida Sá Carneiro e ruas que nela confluem. O investimento vai ultrapassar os 6 milhões de euros.

As queixas acerca daquelas artérias passam pelas dificuldades de estacionamento automóvel, pelo ruído dos bares durante a noite, pela necessidade de mais segurança e de mais higiene nas ruas. O projeto visa colmatar estes problemas, existentes há vários anos. Depois de apresentado e do diálogo cordial que se estabeleceu entre os presentes, ficou o pedido por parte de José Carlos Rolo de que fizessem chegar à Câmara Municipal as suas preocupações especificadas e as suas sugestões. Assim, até 15 de maio, os moradores e empresários podem participar deste projeto, através do email davegf@cm-albufeira.pt ou dando presencialmente as suas sugestões, na Divisão de Rede Viária, situada no edifício camarário do Páteo.

Refira-se no entanto, que o vereador da oposição, o socialista Ricardo Clemente apresentou a sua discordância, entendendo que as soluções urbanísticas de Albufeira não podem passar a por regulamentos por projetos para cada espaço de Albufeira, mas que “deverá pensar-se num todo” e que “se os moradores têm já tanta falta de condições, quer quanto ao estacionamento, quer no que diz respeito à higiene, continuarão a ter dificuldades; quanto ao ruído, tem que ser normalizado”. José Carlos Rolo contrariou esta posição, defendo que “tem que se começar por algum lado, de facto, para que se chegue ao todo; mas temos que avançar por um ponto da cidade e vamos começar por este que é o mais crítico”. No que concerne à falta de estacionamento, o Presidente do Município apontou que não podem “esticar” o espaço para se criar mais lugares, daí a requalificação de alguns pontos desta artéria que serão dedicados exclusivamente a peões, passando a fluência de trânsito naquela artéria pela criação de uma ligação entre a Avenida Sá Carneiro Norte e a Avenida Sá Carneiro Sul com material idêntico, por forma a criar um conceito de “praça” e valorizando a circulação pedonal pela construção de um túnel, na zona que liga a zona norte à zona sul da Avenida Sá Carneiro.

A segurança é uma preocupação elevada do Executivo e à pergunta de um munícipe que questionou o motivo de não haver mais agentes da Polícia Municipal no local durante a noite, José Carlos Rolo explicou: “Abrimos concurso para 25 lugares de polícia Municipal; concorreram 15, mas só chegaram ao final do primeiro ano de provas, três agentes, porque antes de integrarem a Polícia Municipal, necessitam de fazerem um curso de um ano na Escola Superior de Polícia, em Lisboa. Como todas as vagas não foram preenchidas, temos novamente o concurso aberto. É tão difícil entrar para a Polícia Municipal como entrar na GNR ou na PSP”. O autarca concordou com um dos munícipes no sentido de criar naquela artéria um posto fixo da GNR ou da PSP, pelo que ficou de encetar contactos nesse sentido. No que diz respeito à limpeza urbana, “vai haver uma nova empresa que começou já esta semana a fazer a limpeza da cidade. Estamos confiantes que a situação irá melhorar substancialmente”, referiu.

O projeto de requalificação daquela zona da cidade, foi apresentado pelo representante da Optimyzer, Hugo Teixeira e visa dotar a Avenida Sá Carneiro de melhor mobilidade para todos, privilegiando o peão, melhores acessibilidades, pensando em todos, mais e melhores percursos pedonais e novos Espaços Verdes. A solução passa pela conversão para tráfego exclusivamente pedonal com pavimento sem barreiras arquitetónicas e com instalação de sistemas de controlo de acessos para veículos autorizados e de emergência; pela definição de uma solução para a actual interseção desnivelada entre a Avenida Sá Carneiro e a Avenida dos Descobrimentos (foram estudadas cinco hipóteses: túnel, rampa pedonal, viaduto, rotunda Sá Carneiro ou Praça Sá Carneiro), integração de zonas de coexistência entre veículos e peões; uniformização de esplanadas e de locais de lazer, criando assim pontos de atração turística e de convívio; requalificação de arruamentos envolventes, tendo sempre em consideração a circulação pedonal com a criação de percursos acessíveis e inserção de medidas de acalmia de tráfego. Na chamada zona Norte desta Avenida será criada uma Praça, com passeios e via sem barreiras arquitectónicas, reorganizados os espaços de lazer e de estacionamento, criados novos espaços verdes, e novas infraestruturas, como redes de agua, redes de esgotos, redes de eletricidade, nova iluminação pública e redes atuais de telecomunicação., ao abrigo do projeto ‘Wi-fi para todos’.

A Sul, ou seja, a zona dos bares, vai passar a ter prevê-se estudar a viabilidade de, entre outras medidas, incluir videovilgilância. Outras medidas passam pela reorganização da zona de bares e uniformização da tipologia de esplanadas, pela criação de acessos condicionados a residentes, comerciantes, veículos de transportes públicos e veículos de emergência, pela reorganização e uniformização de uma zona de esplanadas, pela criação de espaços de lazer e convívio e implantação ou substituição de luminárias com colocação de referida videovigilância, música ambiente, posto Wi-Fi e carregamento de veículos elétricos.

You may also like...

Deixar uma resposta