Setembro com muita arte em Albufeira

De 1 a 26 de setembro, a Galeria de Arte Pintor Samora Barros, no centro de Albufeira, exibe a exposição intitulada “asíuL – abre os olhos”, da autoria de Luísa Soares.

A artista, residente em Albufeira, refere que as ideias para esta exposição foram surgindo de acordo com o seu estado de espírito. “Dia após dia inspirei-me em mim e nos outros, as minhas preocupações, medos ou interesses e transpu-los para as telas. Assim, existe uma grande diversidade de temas, como por exemplo, natureza, espiritualidade, humanidade. Por esta razão achei interessante a presença de um crucigrama de forma a interligar todos os temas e sobretudo criar uma interação entre as pessoas e a exposição”. A artista sublinha que “no decorrer do processo artístico, surgiu a ideia de integrar, ao estético das obras que a compõem, um toque de humanidade, solidariedade e integração de uma minoria muitas vezes esquecida. Trata-se de cegos, ou politicamente falando “pessoas invisuais”. Para o efeito é utilizado o braille e  técnicas de relevo, convidando os visitantes a descobrirem as obras através do toque, para que sintam as formas, as texturas e tudo o que o quadro representa, sem qualquer entrave à criatividade e imaginação. Para além do grande objetivo de incluir uma minoria social, a mostra pretende também >>sensibilizar e “abrir os olhos” aos que não sofrem daquilo que é não ver>>.

Para ver, de segunda a sábado, das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30 (encerra aos domingos e feriados). A 28 de setembro, João Cláudio da Silva, apresenta a sua exposição de pintura na Galeria Municipal de Albufeira João Bailote, junto aos Paços do Concelho. Algarvio, de Olhão, o artista estudou na Escola Superior de Artes Plásticas Aplicadas de Poitiers (França), cidade onde abre o seu primeiro atelier. Designer gráfico, pintor, aguarelista e escultor, ensina também artes plásticas em vários centros culturais e escolas. As suas obras estão expostas em França, Portugal e Itália, tendo sido convidado a apresentar o seu trabalho no espaço “St – Bernadin” no Cannet, “les Bains douches” em Antibes, no Consulado Geral em Paris e também na Universidade “La Sapienza” em Roma. Algumas das suas obras foram adquiridas por colecionadores em França, Alemanha, China, Portugal, entre outros países. De regresso a Portugal, João Cláudio da Silva continua a desenvolver a sua arte que “transporta-nos num imaginário interior enfeitiçado e poético”. A sua obra pode ser apreciada até ao próximo dia 20 de outubro, de terça a sábado, das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30 (a Galeria encerra domingo, segunda e feriados).

Antes disso, até dia 22 de setembro, no mesmo espaço cultural, continua patente ao público a exposição constituída pelos trabalhos selecionados no âmbito do concurso “Cores e Formas dos Nossos Artistas – 2018”. A exposição “Albufeira por Artur Pastor”, considerado um dos grandes fotógrafos portugueses do século XX, pode ser admirada até ao próximo dia 16 de dezembro. Vinte anos após ter realizado a sua última exposição em Albufeira, a Autarquia pretende mostrar parte do seu percurso e prestar-lhe uma homenagem pelo legado que deixou ao concelho.

A mostra é constituída por dois núcleos expositivos “Locais com História”, patente ao público no Arquivo Histórico, de segunda a sexta (9h00-12h30| 13h30 -17h00) e “O Mar e as suas Gentes” em exibição no Museu Municipal de Arqueologia, terça, sábado, domingo e feriados (9h30-12h30|13h30-17h30) e quarta, quinta e sexta (14h00-22h00).

You may also like...

Deixar uma resposta