Sexagenário entrega à polícia menino perdido na Praia da Luz

Segurança Pública (PSP), por um cidadão inglês, a quem pediu ajuda, o menino de oito anos e da mesma nacionalidade, que desapareceu no mesmo dia, pelas 11h30, na Praia da Luz.

O miúdo encontrava-se com os pais e outros familiares nas falésias da zona da Rocha Negra, quando começaram a descer em direção ao areal. Pouco depois, segundo apurou Algarve Vivo, a criança começou a correr na areia e a afastar-se do local.

Inicialmente, os pais não terão ligado muita importância, até que o rapaz entrou já na zona urbana e, ao sentir-se perdido, pediu apoio a um cidadão inglês de 65 anos, que o socorreu, conduzindo-o à PSP de Lagos.

Após o alerta lançado pelos familiares da criança, militares do posto de Lagos da GNR e da Polícia Marítima iniciaram uma operação de busca na Praia da Luz, numa altura em que esta localidade está repleta de turistas, na sua maioria ingleses, e muita gente não esquece o desaparecimento de Madeleine McCann, de três anos, do ‘resort’ The Ocean Club, na noite de 3 de maio de 2007.

PAI FOI À PSP BUSCAR A CRIANÇA

Dez minutos após ter sido informado de que o filho estava ao cuidado da PSP de Lagos, o pai da criança chegou ao local, acompanhado por quatro militares da GNR.

“Se este caso tivesse ocorrido numa outra zona do país não causaria muito impacto, mas como foi na Praia da Luz é motivo de mais atenção devido ao caso Maddie”, notou, em declarações ao ‘site’ da Algarve Vivo, Brendan de Beer, há anos residente no Algarve e profundo conhecedor da comunidade inglesa.

De qualquer forma, sublinhou, “as famílias devem ter o máximo cuidado com as suas crianças”. Na sua opinião, “não podemos julgar os pais do menino que agora andou desaparecido, pois sabemos que às vezes as crianças têm birras, mas é preciso sempre muita atenção e principalmente numa altura em que o Algarve tem tanta gente de férias.”

You may also like...

Deixar uma resposta