Albufeira incentiva jovens a serem empreendedores

Este é o sexto ano consecutivo que o Município de Albufeira renova o Protocolo que mantem desde o ano letivo  2015/2016 com a Junior Achivement Portugal – Aprender a Empreender – Associação de Jovens  Empreendedores de Portugal (JAP), com vista a implementar um conjunto de programas, nos três agrupamentos  escolares do concelho. 

Trata-se de uma iniciativa da responsabilidade da associação Junior Achievement Portugal (JAP), a que a  autarquia se associou através da formalização de um protocolo de cooperação, que tem por objetivo  desenvolver em crianças e jovens (dos 6 aos 30 anos), a sua capacidade empreendedora, o gosto pelo risco, a  criatividade e a inovação. 

Para o efeito a JAP, desenvolveu um conjunto de programas, que permitem aos alunos, cujas escolas se  inscreveram previamente, “receber formação determinante para o seu crescimento numa cultura que se quer  empreendedora, responsável e ética”, sublinha o presidente da Câmara Municipal José Carlos Rolo,  acrescentando que “a iniciativa traz vantagens significativas às duas instituições, uma vez que possibilita a  criação de uma verdadeira ponte entre a Educação e os diversos agentes da sociedade civil do concelho”. 

Este ano letivo de 2020/2021 estão inscritas 24 turmas, num total de 503 alunos, que se encontram a frequentar  a escola EB2,3 Dr. Francisco Cabrita. Cada ano escolar tem um programa próprio. Assim, estão a ser  implementados os seguintes programas: ‘Europa e Eu’ (5º ano), ‘É o meu Negócio’ (7º ano) e ‘Economia para o  Sucesso’ (9º ano). Apesar da atual situação pandémica, está a ser possível, na maior parte das turmas, a  implementação dos programas pelos voluntários do Município de Albufeira, que se deslocam à sala de aula 5  vezes (um dia por semana), que com o apoio do professor, transmitem os conhecimentos e desenvolvem as  atividades programadas.

No âmbito do presente protocolo, o Município de Albufeira atribuiu uma comparticipação financeira no valor  2.816,80 euros à referida associação, destinada a apoiar as ações de empreendedorismo junto da comunidade  escolar, verba que depende do número de turmas inscritas. Paralelamente, promove a divulgação das ações a  implementar junto dos agrupamentos escolares do concelho e responsabiliza-se pela criação da bolsa de  voluntários. Por sua vez, a Júnior Achievement Portugal compromete-se a disponibilizar todo o material de  apoio que será utilizado pelos alunos, docentes e voluntários. 

Refira-se que a JAP “inspira e prepara crianças e jovens para terem sucesso numa economia global através de  experiências transformadoras com base em três pilares fundamentais: Cidadania e Literacia Financeira,  Educação para o Empreendedorismo e Competências para a empregabilidade”. Os alunos estão no centro da  estratégia e da metodologia utilizada – aprendem fazendo, cometem erros, no ambiente protegido da escola,  com o apoio de voluntários ligados ao mundo do trabalho e do professor. Desenvolvem competências na área  da liderança, tomada de decisões, resistência ao fracasso, trabalho em equipa, técnicas de apresentação e  comunicação oral. 

A associação é a congénere portuguesa da Junior Achievment, criada em 1919 nos E.U.A., a maior e mais  antiga organização mundial de educação para o empreendedorismo. Atualmente, através de uma rede com  mais de 130 mil voluntários e professores na Europa e 450 mil em todo o mundo, está presente em 122 países,  dos quais 39 são na Europa, e chega a mais de 10 milhões de alunos, dos quais 3 milhões são europeus. 

You may also like...

Deixe uma resposta