Aprovadas 65 câmara de vigilância em Albufeira

Foi publicado anteontem, dia 20, em Diário da República, o Despacho que autoriza Albufeira a ter 65 câmaras de  videovigilância na chamada “baixa” da cidade e outras áreas. “Há muito que temos vindo a revindicar esta  situação, em nome da segurança da cidade. Já desde o outro mandato que me empenhei nesta matéria, tendo  tido diversas reuniões em Lisboa. Creio que será um fator decisivo para acabar com a falta de segurança e  tranquilidade em áreas específicas de Albufeira”, diz José Carlos Rolo, aclamando o despacho do secretário de  Estado do Ministério da Administração Interna. Em breve será aberto concurso internacional para aquisição dos  equipamentos.  

É com satisfação que o edil de Albufeira, José Carlos Rolo, vê a decisão do Ministério da Administração Interna  (MAI) em aprovar a instalação e funcionamento de um sistema de videovigilância composto por 65 câmaras no  município de Albufeira. O despacho foi publicado anteontem em Diário da República (Despacho n.º 10181/2021). 

“Há muito que temos vindo a revindicar esta situação, em nome da segurança da cidade. Já desde o outro  mandato que me empenhei nesta matéria, tendo tido diversas reuniões em Lisboa. Creio que será um fator  decisivo para acabar com a falta de segurança e tranquilidade em áreas específicas de Albufeira”, diz José Carlos  Rolo. 

Antero Luís, secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, tornou público que aprova “a instalação e  o funcionamento de um sistema de videovigilância, composto por 65 câmaras, no município de Albufeira (…),  com o fim de proteção da segurança das pessoas e bens, públicos ou privados, e prevenção da prática de crimes,  em locais em que exista razoável risco da sua ocorrência e a prevenção de atos terroristas”. 

O sistema de videovigilância abrange as zonas da chamada “baixa da cidade”, bem como a rotunda das Três  Palmeiras, rotunda junto ao INATEL, avenida Sá Carneiro, rotunda do Globo e rotunda dos Descobrimentos. 

De acordo com o despacho do secretário de Estado, o sistema de videovigilância deve ser operado de forma a  “garantir a efetiva salvaguarda da privacidade e segurança, dando integral cumprimento às disposições legais  aplicáveis”. Neste momento, o município encontra-se a terminar os procedimentos a fim de proceder à abertura do concurso  internacional para a aquisição dos equipamentos. “Iremos executar com a máxima brevidade possível este  concurso, no sentido de dar início à instalação deste equipamento, que será um grande passo para a segurança  pública em Albufeira”, conclui o autarca.

You may also like...

Deixe uma resposta