Cross Internacional das Amendoeiras juntou mais de 700 atletas

Na manhã do passado domingo, no âmbito do 45.º Cross Internacional das Amendoeiras em Flor, o Município de  Albufeira foi homenageado pela Associação de Atletismo do Algarve pelo “fundamental, imprescindível e distinto  contributo para o sucesso do Cross Internacional das Amendoeiras em Flor”. O evento reuniu diversos responsáveis  pelo atletismo federado, da RTA e do IPDJ. A competir estiveram 707 atletas, o que confirma “o sucesso da mais antiga  e prestigiada prova de Atletismo no nosso país”, sublinha o presidente da Câmara, José Carlos Rolo. Rodrigue Kwizera,  do Burundi e Rahel Daniel, da Eritreia, foram as estrelas da edição deste ano. 

O sucesso voltou a pontuar na edição deste ano do Cross Internacional das Amendoeiras em Flor. Com uma  temperatura a rondar os 18 graus centígrados, às Açoteias acorreram no passado domingo cerca de dois mil  espetadores, numa edição que reuniu para cima de 700 atletas, oriundos de diversos países.  

Na tribuna, marcaram presença os elementos da Câmara Municipal, bem como presidentes de Juntas de Freguesia, o  presidente da Região de Turismo do Algarve, João Fernandes, e o diretor do Instituto Português do Desporto e  Juventude, Custódio Moreno. Diversos responsáveis pelo Atletismo federado estiveram atentos às novas promessas e  foi uma manhã de aplausos e de felicitações pela excelente organização de mais uma edição do mais prestigiado cross  do país. “É sempre mágico regressar às Açoteias, para uma prova que é já mítica no âmbito do atletismo nacional e  internacional, sendo a mais antiga e a mais importante do país”, disse Francisco Chumbinho, presidente da Presidente  da AAALG – Associação de Atletismo do Algarve.  

“Esta prova representa o quanto Albufeira investe no desporto, por um lado, e o quanto está vocacionada para a  atividade desportiva ao ar livre, ao longo de todo o ano, quer pela temperatura, quer pelas características físicas do  concelho, quer pelo bom acolhimento e conhecimento adquirido ao longo de décadas na organização de grandes  eventos desportivos a nível mundial”, salientou o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Rolo, visivelmente  satisfeito com a organização e com a afluência de público, depois de um período de elevada restrição de convívio social  imposto pela pandemia, razão pela qual não se realizaram, na edição de 2021, as provas de elite. 

Este ano, Rodrigue Kwizera, do Burundi, foi o grande vencedor da 45.ª edição do Cross Internacional das Amendoeiras  em Flor, na prova de elite, com 24’21’’, seguido do queniano Benson Kiplangat (24’25’’) e com Rogers Kibet, do Uganda,  em terceiro lugar, com um tempo de 24’33’’. 

Na prova de elite feminina, a vencedora foi Rahel Daniel, da Eritreia, com um resultado de 21’08’’, seguida de Likina  Amebaw, da Etiópia (21’10’’) e, em terceiro lugar, Muli Lucy Mawia, do Quénia, com 21’44’’. 

Entre as cerimónias de entrega destes prémios de elite, o Município de Albufeira foi alvo de uma homenagem por parte  da Associação de Atletismo do Algarve pelo “fundamental, imprescindível e distinto contributo para o sucesso do Cross  Internacional das Amendoeiras em Flor”.  

You may also like...

Deixe uma resposta