Guilherme Limão vence concurso ‘Cores e Formas dos Nossos Artistas’

Guilherme Limão voltou a obter o primeiro lugar de mais uma edição do ‘Cores e Formas dos Nossos  Artistas’, com a pintura ‘O Retorno’. Seguiu-se Bruno Ceriz com o desenho ‘Benémola’, em segundo  lugar e Maria Oliveira, em terceiro, com ‘Metoposaurus’. O tema escolhido para esta edição foi: ‘Aspirante a Geoparque Algarvensis – O que observo e o que imagino’. No total, estiveram a concurso 31 obras, resultante da inscrição de 19 participantes. Todas as obras vão estar patentes na Galeria  Municipal João Bailote em agosto e setembro. 

No passado dia 21 de junho, às 10h00, o júri do concurso ‘Cores e Formas dos Nossos Aristas’, reuniu-se  na Galeria Municipal João Bailote, para deliberar a classificação final. Os jurados, Vanessa Barragão  (artista têxtil), Filipe Neves (graffitter) e Rui Gregório (fotógrafo), analisaram as 31 obras a concurso,  resultante da inscrição de 19 participantes.  

Guilherme Limão voltou a vencer este concurso (já tinha angariado o 1º prémio em 2018 e o 2º lugar na  edição de 2020), com a pintura ‘O Retorno’, seguido de Bruno Ceriz, com o desenho ‘Benémola’.  ‘Metoposaurus’, o desenho de Maria Oliveira, fechou o pódio deste concurso que é organizado pelo  Município de Albufeira desde há 25 anos. Destacam-se ainda as menções honorosas feitas às obras  ‘Homem com Cabeça de Arquiteto’, de Bruno Grilo, e ‘Falésias de Albufeira’, de Manuel Rodrigues  Ribeiro. 

Para além destas obras, foram também selecionadas para integrarem a exposição que irá estar patente na Galeria Municipal João Bailote, em agosto e setembro, as seguintes obras: ‘O Pescador e a  Montanheira’, escultura, de Anabela Alambre; ‘Mina de Sal’, pintura, de Maria Bárbara Reis; ‘Hora da  Boca’, pintura, de Brian Edward Mehl; ‘Inverno na serra’, pintura, de Susana Gonçalves; ‘Lost Orange  Oleander’, pintura, de Vera Martins; ‘Luzes da Cidade – Albufeira’, pintura, de José Armando Dâmaso;  ‘Peneco’, pintura, de Ana Luísa Soares; ‘Abelharuco’, pintura, de Evandro Leite; ‘ A. M. O.’, escultura,  de Júlio Antão; “Abranda”, pintura, de Hugo Santos; ‘Imaginarte’, pintura, de Sónia Balão Fernandes;  ‘Ilda’, pintura, de António Alvélua Correia; ‘Orquídea Selvagem’, pintura, de Sílvia Serápio e ‘Trilho  Algarvensis’, pintura, de Rosa Barriga. 

As obras vão estar patentes de 12 de agosto a 16 de setembro, podendo ser apreciadas de segunda a sábado, das 9h30 às 21h30 e das 13h30 às 17h30, com exceção de domingos e feriados. 

You may also like...

Deixe uma resposta