Ideias do Levante promove Festival de Harpa do Algarve 

A Ideias do Levante organiza a segunda edição do Festival de Harpa do Algarve, durante este mês, estando previstos concertos, workshops e tertúlias em três concelhos. Esta vertente é, segundo Roberto Estorninho, presidente da associação cultural, o que distingue a iniciativa de outras já organizadas.

“Enquanto noutros festivais, tentámos ter um concerto diferente em cada dia, neste procuramos que seja a mesma formação a percorrer diferentes concelhos. Oferecemos qualidade, de igual forma, mas é mais sustentável a vários níveis, pois além de fazer render o reportório que estão a interpretar, é também dar mais do que uma oportunidade de assistir ao espetáculo a quem não conseguiu antes”, explica.

O festival inclui, assim, um primeiro concerto na Igreja da Misericórdia de Lagoa, a 13 de novembro, às 17h00, com a soprano Carla Pontes e Danielle Riegel na harpa. Segue-se o Espaço Portas do Sol, em Portimão, no dia 19, às 17h00, que já tem as vagas esgotadas, e a Igreja Matriz de Monchique, no dia 27, às 16h00.

A intenção é ainda divulgar este instrumento musical, que não é muito conhecido entre todos. Roberto Estorninho explica que a harpa é conhecida “conforme exista como disciplina, pois não é propriamente barato, embora já haja versões de pequenas harpas mais acessíveis”.

“Tem a ver também com a forma como os conservatórios se apresentam e se existem professores”, acrescenta.

Haverá ainda uma ação de formação online, intitulada ‘Conversas Harpísticas com Helena Madeira’, no dia 22, às 21h00.

Apesar da entrada para os concertos ser gratuita, a lotação é limitada, sendo necessária reserva prévia online (https://www.ideiasdolevante.info/). E nesta edição voltam a ser recolhidos donativos que revertem para a SOS Oncológico, a Santa Casa da Misericórdia de Lagoa e a Espiral de Vontades.
“Já organizamos festivais há mais de 25 anos e fomos verificando que estas pessoas, que vêm consumir cultura, deslocam-se à restauração e serviços. Por outro lado, o público que assiste aos concertos gosta de contribuir para a comunidade e nós aproveitamos para criar uma ponte com as instituições que promovem um trabalho salutar”, avança.

O evento conta com a parceria de diversas instituições. Em Lagoa, tem o apoio da Câmara Municipal e da Santa Casa da Misericórdia.

You may also like...

Deixe uma resposta