Segunda fase de requalificação do Castelo de Paderne começa em janeiro

A segunda fase de requalificação do Castelo de Paderne arranca em janeiro, depois de assinado, a 13 de dezembro, o auto de consignação da empreitada de conservação e restauro dos módulos de taipa Almóada do Castelo de Paderne.

O acordo foi celebrado nos Paços do Concelho de Albufeira pela diretora Regional da Cultura do Algarve, Adriana Nogueira, e pelo representante da empresa responsável pela obra, na presença de José Carlos Rolo, presidente da Câmara Municipal. As obras iniciam-se em janeiro, sendo que o Município de Albufeira comparticipa 40% do valor da empreitada, ou seja, cerca de 210 mil euros.

Trata-se da segunda fase das obras de restauro, que terá a duração de oito meses, garantindo a recuperação, tanto por dentro como por fora, de parte da muralha virada a nordeste em frente à torre albarrã e da porta de entrada em cotovelo.

A obra, cujo valor global é de 591 mil euros, chega agora à segunda fase, depois de terminado o projeto de conservação da torre albarrã.

O castelo de Paderne é um imóvel de interesse público pelas suas características, soluções arquitetónicas e singularidades de uma fortificação construída num período muito conturbado da História.

You may also like...

Deixe uma resposta