Albufeira sensibiliza jovens para o multiculturalismo

Numa ação do CLAIM – Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes, um serviço da Divisão de Educação e Ação Social da Câmara de Albufeira, Carlão, o ex Pacman do grupo Da Weasel, esteve ontem no Auditório Municipal para sensibilizar os alunos das escolas do concelho para a questão da discriminação racial, étnica e xenofobia.

A comunidade escolar local será parte integrante do Plano Municipal para o Multiculturalismo, o qual se encontra em elaboração, pelo que os alunos foram brindados com o livro ‘Livres e Iguais’, autografado por Carlão, numa oferta da Câmara.

O livro é parte integrante do projeto pedagógico com o mesmo nome, da autoria de Carlão, que visa promover a interculturalidade, contando com o apoio pedagógico de Helena Costa, autora dos desafios, exercícios e informação que constam na obra, a fim dessas matérias serem exploradas pelos alunos.

Para além de um momento de expressão dramática a cargo da atriz Íris, Carlão conversou com os jovens e interpretou os temas ‘Clara’, um ensaio sobre a Melanina, acerca da discriminação racional, ‘Pediram-me uma canção’, sobre “a diferença que inferioriza e a igualdade que caracteriza”, o qual visa alertar contra a discriminação étnica e, por fim, o ‘Fado do Acossado’, “a propósito daqueles que partem na noite escura”, ou seja, os refugiados, sendo este um tema contra a xenofobia.

Carlão referiu que “todos temos que lutar contra os preconceitos que, muitas das vezes, sequer imaginamos que residem em nós.” A propósito da iniciativa, o presidente da Câmara Municipal, Carlos Silva e Sousa, disse ter “ficado encantado com o talento de Carlão nestes temas que podem mostrar a nossa parte mais nobre, ou seja, a de sabermos como lutar para sermos iguais.”

Antes da sessão de autógrafos, e a pedido dos cerca de 400 alunos presentes, Carlão finalizou este encontro com a interpretação do tema ‘Os tais’, um dos mais populares do músico.

You may also like...

Deixar uma resposta