Carnaval de Loulé desfila em três dias seguidos

Passados alguns anos, o Carnaval de Loulé volta a realizar-se em três dias seguidos – 11, 12 e 13 de fevereiro – acontecendo na segunda-feira, em detrimento do sábado.

Inspirado no Web Summit, o evento que projetou mundialmente a cidade de Lisboa em 2016 e 2017, o desfile louletano regressa ao ‘sambódromo’, a Avenida José da Costa Mealha, sendo esperados nestes dias entre 80 mil a 100 mil pessoas em Loulé.

Para Carlos Carmo, vereador da Câmara Municipal com o pelouro dos Eventos, “ao regressar ao modelo do desfile em três dias seguidos a autarquia pretende retomar uma longa tradição em que o corso estava na rua sem qualquer interrupção”. Por outro lado, “a ideia é também possibilitar aos visitantes usufruírem de outros corsos que acontecem no concelho, nomeadamente Quarteira e Alte, sem colidir com o calendário do Carnaval de Loulé”, defende.

Na sátira à cimeira mundial dedicada à tecnologia e empreendedorismo irão desfilar 14 carros alegóricos, cinco escolas de samba (Unidos da Vila Régia, Paraíso Tropical, Novo Império, Samba Tribal e Batuque Samba Show) e dez grupos de animação (AGAL – Associação Grupo Amigos de Loulé, APAGL – Associação de Pais e Amigos da Ginástica de Loulé, DOINA – Associação de Imigrantes Romenos e Moldavos do Algarve, Grupo Desportivo das Barreiras Brancas, GCL – Ginástica Clube de Loulé, Motoclube de Loulé, Satori – Associação Artística, Associação Existir, TUALLE e Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento 290 de Loulé. No recinto, a tocar ao vivo, vai estar o grupo musical Balança Brasil.

Mantém-se a homenagem a uma personalidade ligada ao corso, que desta vez será Fernando Semião, um folião que, ano após ano, teve uma presença marcante no desfile com a sua inconfundível carroça.

 

VERTENTE SOLIDÁRIA

 

O programa arranca logo na manhã de sexta-feira, dia 9, com o desfile infantil que irá reunir as crianças dos jardins-de-infância e 1º ciclo do concelho. Na noite de segunda-feira, 12 de fevereiro, acontece no Palácio do NERA o Baile de Gala, também ele inspirado na estética da Web Summit.

Na área do desporto vai ser possível ver nestes dias eventos ligados ao atletismo, btt, vela ou surf, enquanto o projeto Loulé Criativo propõe ‘workshops’ ligados à época festiva.

A Câmara de Loulé põe à disposição dos foliões o aluguer de mais de meio milhar de fatos e adereços na Loja do Carnaval, localizada na Praça da República, em frente ao Café Calcinha.

À semelhança das últimas edições, o investimento autárquico ronda os 300 mil euros. “Este é um valor que se tem mantido estável fruto também do reaproveitamento e reciclagem que temos feito, por exemplo ao nível da cenografia”, esclareceu Carlos Carmo.

Já as receitas do corso voltam a ter uma vertente solidária, pois 50 por cento reverterá para os grupos de animação participantes no desfile e o restante destina-se a instituições particulares de solidariedade social.

You may also like...

Deixar uma resposta