Concertos especiais e partilhas de palco marcarão MED 2015

Ferro Gaita

O cartaz da 12ª edição do Festival MED vai contar com quatro concertos especiais em que os artistas irão partilhar o palco com convidados neste importante evento musical que marca o Verão em Loulé.

Os cabo-verdianos Ferro Gaita convidam o seu conterrâneo Dino de D’Santiago; do Brasil para Loulé, Giana Viscardi vai pisar o palco juntamente com a cabo-verdiana Sara Tavares; o projeto nacional Danças Ocultas e a cantora/violoncelista brasileira Dom La Nena voltam a reunir-se; e os portugueses Tape Junk contarão com a participação da guitarra de Frankie Chavez.

Estes são os concertos que irão surpreender o público através de uma fusão única entre artistas de diferentes quadrantes musicais.

Considerados uma das maiores instituições musicais de Cabo Verde, verdadeiros embaixadores do funaná, os Ferro Gaita trazem a Loulé toda a festividade e riqueza musical de África: o concerto no dia 27 de Junho marca o encontro entre o grupo, que já recebeu várias distinções ao longo da sua carreira de quase duas décadas, e o cantor Dino D’Santiago, recentemente nomeado para os prémios Songlines.

Giana Viscardi

No mesmo dia, a brasileira Giana Viscardi sobe ao palco do MED para um concerto cujo repertório abrange músicas do seu mais recente trabalho, assim como as canções que conduziram a cantora pelas sonoridades afro-brasileiras, numa atuação reforçada com a participação especial da cantora cabo-verdiana Sara Tavares, que em 2007 integrou o cartaz deste festival.

Danças Ocultas

O concerto no dia 26 de Junho marca o encontro entre os Danças Ocultas e a conceituada cantora e violoncelista brasileira Dom La Nena: Danças Ocultas é a aceitação mútua do desafio de explorar, imaginar e conceber novas linguagens musicais, transformando o mundo pelo som e desenvolvendo todas as possibilidades da máquina inventada no século XIX – o acordeão diatónico, em Portugal conhecido como concertina, a que se junta o violoncelo e a voz doce de uma das mais promissoras artistas brasileiras, elogiada pela imprensa internacional.

Tape Junk

Os Tape Junk atuam no dia 25 de junho num concerto que terá uma participação muito especial do cantor e guitarrista Frankie Chavez que regressa assim ao MED: os Tape Junk são uma banda de palco, com participações nos mais emblemáticos festivais do país e fazem a fusão do rock, do folk e dos blues.

Estes artistas juntam-se aos 13 nomes já confirmados para esta edição do Festival MED: Carminho, Raquel Tavares, Tiago Bettencourt e DJ Marfox (Portugal), Batida (Portugal/Angola), Balkan Beat Box (Israel), Nneka (Nigéria), Cumbia All Stars (Perú), Jambinai (Coreia do Sul), Ester Rada (Israel), Baloji (República Democrática do Congo), Skip&Die (Holanda/África do Sul) e Karyna Gomes (Guiné-Bissau).

You may also like...

Deixar uma resposta