Cristóvão Norte denuncia falta de medicamentos para doenças crónicas e raras

O deputado do Partido Social Democrata (PSD) Cristóvão Norte tornou público que, ao longo dos últimos meses, tem havido “um incomum aumento de queixas por parte de doentes e familiares a respeito da falta de medicamentos no Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA)”.

“Muito desses casos, já denunciados em mais do que uma ocasião pelos deputados do PSD na Assembleia da República, continuam a manifestar-se, alguns deles até com maior gravidade. Tal conduz a que os doentes, em desespero, se desloquem às farmácias dos hospitais para recolher a medicação que lhes foi prescrita – muitos casos de doenças raras e crónicas –essencial para preservar a qualidade de vida e, por força de sucessivos adiamentos, vejam a sua situação clínica deteriorar-se, causando muita angústia em pessoas que estão em situação de fragilidade”, refere Cristóvão Norte.

O deputado exemplifica que tem sido adiada a entrega de medicamentos como “Privigen ou Octagam”, defendendo que é muito importante o acesso à saúde por parte destes cidadãos, que, muitos deles, se encontram com graus de incapacidade elevados, reconhecidos pelo Estado em juntas médicas.

“Importa, pois, que o Governo dote o CHUA dos instrumentos financeiros e de gestão para que estas falhas progressivamente mais recorrentes sejam resolvidas e tome medidas para estancar a hemorragia na região”, conclui Cristóvão Norte.

You may also like...

Deixar uma resposta