Festa do Cinema Italiano arranca hoje em Loulé

Festa do Cinema Italiano 2015

O 8 ½ Festa do Cinema Italiano volta pela terceira vez a Loulé esta quinta-feira, com uma festa de abertura, no 11 da Vila, e prossegue de 1 a 3 de maio, com a apresentação no Cine-Teatro Louletano de nove filmes, entre curtas e longas-metragens, e uma aula de italiano.

A festa Serata Italianissima marca a abertura do festival e acontece no bar 11 da Vila, em plena baixa de Loulé, entre as 19h00 e as 02h00, ao som do vinil de Discossauro, numa viagem cinematográfica pelo imaginário da Sétima Arte e num convívio típico do ‘bel paese’.

A sessão inaugural tem lugar no dia 1 de maio, às 21h30, com a exibição de “I nostri ragazzi”, de Ivano de Matteo, baseado no livro bestseller de Herman Koch, “O Jantar”.

O dia seguinte, 2 de maio, tem início às 16h00 com a sessão Il Corto, composta por quatro curtas-metragens: “Sassywood”, de  Antonio Andrisani e Vito Cea, “Bella di notte”, de Paolo Zucca, “Beauty”, de Rino Stefano Tagliaferro e “Belva nera”, de Alessio Rigo de Righi e Matteo Zopp.

Às 18h30 é exibido o grande vencedor da Festa do Cinema Italiano, em Lisboa, “Almas Negras” (“Anime nere”), de Francesco Munzi, um filme aplaudido em diversos festivais internacionais, nomeadamente no de Veneza, onde recebeu uma ovação de palmas durante 13 minutos.

Às 21h00, é apresentado o filme “La sedia della felicità”, de Carlo Mazzacurati, uma comédia sobre a busca por uma cadeira onde poderá estar escondida uma verdadeira fortuna.

O último dia do festival, 3 de maio, às 16h00, começa com uma aula de italiano dedicada ao tema da moda, onde serão ensinados diversos termos ligados ao vestuário e não só, num ambiente divertido e descontraído.

Para participar não é necessário nenhum conhecimento prévio da língua, apenas vontade de aprender e de falar, sendo no entanto a inscrição obrigatoriamente feita através do email reservas@festadocinemaitaliano.com.

Às 18h30, é proposta uma viajem até Itália, com “Basilicata coast to coast”, de Rocco Papaleo, uma comédia musical onde um grupo de músicos atravessa toda a região da Basilicata a pé, da costa do Mar Tirreno até à costa iónica, num percurso catártico, divertido e lunático.

A sessão de encerramento do festival acontece às 21h00, com “Que estranho chamar-se Federico” (“Che strano chiamarsi Federico”, de Ettore Scola, que teve antestreia em Portugal, em parceria com a Alambique Filmes, e retrata a vida de um grande protagonista do cinema italiano, Federico Fellini, realizado por um grande amigo seu e também mestre da sétima arte, Ettore Scola.

Os bilhetes para as sessões de cinema e para a aula de italiano custam 3 euros e o livre-trânsito para todas as sessões durante os três dias de festival (incluindo a aula) custa 15 euros.

A bilheteira está em funcionamento, no 1 de maio, a partir das 20h00, no dia 2 de maio, a partir das 15h00, e no dia 3 de maio, a partir das 15h00.

8 ½ Festa do Cinema Italiano é um festival de cinema organizado pela Associação Il Sorpasso, com o apoio da Embaixada de Itália, do Instituto Italiano de Cultura de Lisboa e da Câmara Municipal de Loulé.

Todas as novidades e informações sobre a programação do festival podem ser acompanhadas no site www.festadocinemaitaliano.com e na página de Facebook (facebook.com/festadocinemaitaliano).

 

You may also like...

Deixar uma resposta