Câmara de Lagoa entrega EPI a Bombeiros, GNR e IPSS do concelho

  • IMG-1070-e1587117144187
  • IMG-1071-e1587117178212
  • IMG-1072-e1587117196398
  • IMG-1073-e1587117224703
  • IMG-1074-e1587117240934
  • IMG-1076-e1587117260468-1024x513

A Câmara Municipal de Lagoa ofereceu, durante a manhã de 16 de abril, Equipamentos de Proteção Individual (EPI) às Uniões e Juntas de Freguesia,  aos Bombeiros e Guarda Nacional Republicana (Lagoa e Carvoeiro) e a Instituições Particulares de Solidariedade Social, como o Centro de Apoio a Idosos de Ferragudo, a Santa Casa da Misericórdia de Estômbar, o Centro Popular de Lagoa, o Centro de Apoio Social de Porches.

A autarquia destaca ainda o apoio que deu ao Estabelecimento Prisional de Silves, através da doação de 40 viseiras de proteção e três litros de gel desinfetante.

Os cerca de 4250 equipamentos disponibilizados, entre luvas, proteções de pés, óculos, viseiras, toucas, batas e fatos de proteção, registam um investimento municipal, até ao momento, de cerca de 15 mil euros. São essenciais para que todos os agentes consigam desempenhar o seu papel na comunidade, protegendo, quer os profissionais, quer os beneficiários dos apoios, defende a autarquia.

Esta iniciativa permitiu ainda a Luís Encarnação, presidente da Câmara Municipal de Lagoa, e a Anabela Simão, vice-presidente com o pelouro da ação social, verificarem as condições de funcionamento e necessidades das IPSS, dos Bombeiros e das Forças de Segurança, nas ações de combate à pandemia.

O presidente da Câmara Municipal de Lagoa reforça que “o objetivo desta ação é garantir, que quem está na linha da frente ao combate a esta pandemia, pode continuar a auxiliar quem mais precisa, sem nunca descurar a proteção pessoal”.

“O Município de Lagoa conta com estes heróis, mas estes heróis também podem contar com o município. Estaremos cá para responder de forma afirmativa às necessidades. Mais do que nunca, um por todos e todos por um”, acrescenta.

Reconhecendo que o estado de emergência sanitária representa também uma emergência operacional e financeira para as diversas entidades que procuram apoiar a população neste momento difícil, o Município tem vindo, e continuará a procurar fornecer os equipamentos essenciais, perspectivando que esta primeira entrega dará respostas às necessidades identificadas por um período de dois meses.

Numa segunda fase, o município de Lagoa entregará máscaras de proteção à população, contando para isso com o apoio e confeção por parte de um grupo de voluntários do concelho. 

You may also like...

Deixe uma resposta