Câmara de Portimão compra casas devolutas para abrir nova rua na baixa

in Portimão Jornal nº 26


A Câmara Municipal concretizará em breve um projeto que está no papel há vários anos de forma a agilizar o escoamento de trânsito na zona baixa da cidade. A autarquia já aprovou a compra do conjunto de imóveis devolutos, situados em frente ao Jardim 1º de Dezembro, entre a antiga ‘Tralha’ e o alojamento ‘Villa Rio’, para os demolir e abrir uma nova passagem viária nesse local.

Esta é uma intervenção que permitirá que seja criada uma saída da cidade entre a Rua Júdice Biker e o Largo do Dique, até porque o conjunto de imóveis tem duas frentes. Por sua vez, com esta alteração, quem entrar em Portimão pode continuar a circular pela Rua Direita, como acontece na atualidade, ou poderá utilizar a Rua Júdice Biker, que voltará a ser uma artéria de entrada, como era há vários anos.

Ao Portimão Jornal, Isilda Gomes, presidente da Câmara Municipal de Portimão, revelou que a autarquia conseguiu “negociar a compra dos imóveis em função das avaliações que tinha. Ou seja, os prédios foram avaliados, foram dados a conhecer esses valores ao proprietário que acabou por aceitá-los. Estavam muito abaixo do que pedia no início”.

Proposta será votada na AM
“Essa proposta de compra foi apresentada em reunião de Câmara, no dia 2 de junho, foi aprovada e agora será levada à Assembleia Municipal, no próximo dia 22”, afirma a presidente.

Após adquirir este imóveis, muito pouco tempo depois, estes serão demolidos. “Já estamos a trabalhar, a elaborar o concurso para demolir as casas”, adianta ainda.

A primeira etapa será esta aquisição e a demolição, sendo a alteração de trânsito executada a seu tempo. “Esse é um projeto maior que implica mudanças também no Largo do Dique”, explica Isilda Gomes, que vê começar a tomar forma um projeto que abraça há vários anos.
“Desde que fui vereadora, no executivo de Manuel da Luz, que se falava nesta possibilidade. Cheguei, na altura, a reunir com o proprietário para saber qual era o preço pelo qual queria vender, mas o valor era exagerado e, portanto, incomportável para nós”, recorda.

Era, porém, uma medida ambicionada pela população, que sempre exigiu a reabertura de uma via de passagem para veículos motorizados na zona da Casa Inglesa, como antes. É essencial também porque o trânsito, que se intensificou com o passar dos anos, afunila naquela zona baixa da cidade. Não são raras as vezes, sobretudo no Verão, em que há longas filas quer para sair, quer para entrar em Portimão, por não existirem alternativas naquela parte da cidade.

Nova vista para o rio
“Aquela passagem substituirá a que existia antigamente em frente à Casa Inglesa, portanto já temos uma resposta para aquilo que todos pediam e reclamavam, que é uma outra saída da cidade. É esta nova rua que vai nascer”, confirma a presidente.

A Rua Júdice Biker passa a ser de entrada, voltando ao original, mas passam a existir duas entradas, o que dividirá o trânsito para que flua de forma mais eficaz.

“Além de permitir criar esta nova artéria e voltarmos à entrada inicial que tínhamos, abrimos a vista do rio ao Jardim 1º de Dezembro”, acrescenta a autarca Isilda Gomes.

Uma requalificação que se cruzará também com o facto de a autarquia ter comprado a antiga loja ‘Tralha’, que fazia parte do edificado original onde nasceu Manuel Teixeira Gomes, para aumentar a Casa deste patrono, hoje um equipamento cultural.

O projeto, que avançará depois da ‘luz verde’ da Assembleia Municipal, é considerado por Isilda Gomes “muito importante”.

“É uma obra que há muito tempo desejava colocar em prática e, finalmente, conseguimos acertar o negócio. Para mim, é a realização de um objetivo antigo e creio que não é só meu, mas de muitos portimonenses, que sempre nos pediram para deixar passar outra vez o trânsito em frente à Casa Inglesa. Claro que, neste momento, isso não é possível, mas arranjamos uma alternativa”, justifica Isilda Gomes.

You may also like...

Deixe uma resposta