Cinema, teatro e música no Auditório Municipal de Albufeira

A programação cultural do Auditório Municipal de Albufeira para o mês de novembro inclui Cinema para a Infância, um espetáculo solidário, Teatro, Workshops e um concerto com um dos maiores ícones da ‘world music’ nacional. Estão garantidas todas as regras de higiene e segurança, de acordo com as indicações emanadas pela Direção-Geral de Saúde.

‘Arthur Christmas – Operação Presente’- Cinema para a Infância abre a programação cultural do mês de novembro no Auditório Municipal de Albufeira. A sessão, a decorrer no dia 8 de novembro (domingo), pelas 15h00, é para maiores de 6 anos e de entrada gratuita, sujeita à lotação da sala. É obrigatório o uso de máscara para crianças maiores de 10 anos.

Arthur (voz de James McAvoy) é o filho mais novo do verdadeiro Pai Natal (Jim Broadbent), neto do Avô Natal (Billy Nighy) e irmão de Steve (Hugh Laurie). Esta família, tal como todas as outras tem os seus problemas e, entre eles, as coisas nem sempre são pacíficas, especialmente no que toca à noite de Consoada. Desta vez algo correu menos bem e ficou um presente por entregar a um dos milhões de crianças que acreditam na magia do Natal…

A 14 de novembro (sábado), pelas 21h30, as portas do Auditório abrem-se para o ‘Cabaret dos Amigos’, um espetáculo solidário de Ana Sofia Brito & Convidados a favor do CASA – Centro de Apoio ao Sem Abrigo – núcleo de Albufeira, onde a artista é voluntária.

Ana Sofia convida os amigos para o espetáculo comemorativo dos 20 anos de carreira na sua cidade natal, numa iniciativa onde não vai faltar música, poesia, dança e atividades circenses, com inúmeros artistas intimamente ligados à anfitriã e maioritariamente naturais ou residentes em Albufeira. Os bilhetes custam € 5,00 e podem ser adquiridos na Galeria Municipal de Albufeira, nos dias úteis das 10h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00, ou no Auditório Municipal, no dia do espetáculo, entre as 19h30 e as 21h15.

‘Ardente – Memorial para Pedro e Inês’, é o espetáculo que a ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve traz a Albufeira, no próximo dia 20 (sexta-feira), a partir das 21h20.

Há 650 anos que os restos mortais de Inês foram transladados para Alcobaça. Aí se encontra ela, Inês (e ele, Pedro), encerrada em seu túmulo no qual Pedro mandou gravar a mensagem ‘Até ao fim do Mundo’. Não se trata de seguir um roteiro histórico do tempo e da tragédia em questão, “antes se inclinará para uma abordagem de pendor mítico, por um lado, e, por outro lado, para uma reflexão sobre o Amor e a Morte”, esclarece a ACTA. Os bilhetes custam cinco euros e estão, igualmente, à venda na Galeria Municipal e no Auditório no dia do espetáculo, nos dias e horários anteriormente referidos.

O projeto ‘Central Artes – Programação Cultural em Rede’, uma iniciativa conjunta de cinco municípios do Algarve Central (Loulé, Albufeira, Faro, Olhão e Tavira), no seguimento da candidatura realizada ao CRESC Algarve 2020 (Programa Operacional Regional do Algarve), passa por Albufeira a 25 e 28 de novembro.

No dia 25 de novembro (quarta-feira) realizam-se dois Workshops intitulados ‘Pinto-me dançando’, que têm como fonte de inspiração o Ballet Wanze Ramirez e as danças tradicionais do Algarve.

A primeira sessão, que decorre das 10h00 às 12h00, é dedicada ao público infantil, crianças dos 6 aos 10 anos (participação máxima de 10 crianças). A segunda sessão do Workshop dirige-se ao público adulto (participação máxima de 10 pessoas) e está agendada entre as 16h00 e as 18h00.

Para 28 (sexta-feira) estão previstos mais dois momentos culturais, um Workshop de Cante Alentejano e um concerto, ambos sob a responsabilidade de Celina da Piedade, um dos maiores ícones da ‘World music’ nacional no feminino.

O Workshop de Cante Alentejano, pelas 17h00, com duração de duas horas, destina-se a maiores de 17 anos e tem capacidade máxima para 15 pessoas.

O Cante Alentejano é uma prática vocal polifónica do sul de Portugal, reconhecida como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO em 2014. Sempre serviu de veículo de expressão a uma forte consciência social. Ao mesmo tempo trata-se de uma prática que, pelo seu carácter coletivo e voluntário, ajuda a manter acesa, dentro das comunidades em que está inserido, a noção de que a coesão (de todas as vozes) é essencial à manutenção do tecido social.

Celina da Piedade tem dedicado muito do seu trabalho à investigação e divulgação do património musical alentejano. Nesta oficina irá dar a conhecer algumas das muitas “modas” que constituem o cancioneiro alentejano, mostrar as principais características musicais e poéticas desta prática vocal e acima de tudo fazer com que todos experimentem com as suas vozes, unidas, a força do Cante.

Para participar, os interessados devem enviar inscrição para: leonor.guerreiro@cm-albufeira.pt (mais informações: 289 246 948| 289 599 645. No mesmo dia, pelas 21h30, Celina leva até ao Auditório Municipal de Albufeira um concerto, em formato trio: Celina da Piedade (voz e acordeão), Sofia Neide (contrabaixo e voz) e Filipa Ribeiro (percussões e voz).

Quem já viu Celina Piedade em concerto reconhece-lhe o imenso carisma. “Celina da Piedade tem levado o seu acordeão e a sua voz até aos mais diferentes contextos, algures entre as formas e cores tradicionais, em viagens pelas memórias da música de raiz portuguesa e um sentir mais moderno e universalista. Desenha uma música cheia de alma e personalidade, que, em palco, ganha com a sua formidável presença”, motivos mais que suficientes para não perder este espetáculo que promete ser memorável.

A participação no concerto é gratuita, mas sujeita à lotação da sala. As entradas devem ser adquiridas no Auditório Municipal no próprio dia do espetáculo, das 20h00 às 21h00. Para mais informações, ligar para os telefones: 289 246 948| 289 599 645.

You may also like...

Deixe uma resposta