Isilda Gomes revela que obras quer fazer neste mandato

Jorge Eusébio, in Portimão Jornal nº39


O mandato autárquico 2021/2025, que se iniciou há cerca de dois meses, deverá ficar marcado pela concretização de um conjunto de importantes obras para o concelho.

A promessa foi feita pela presidente da Câmara, Isilda Gomes, no decorrer do discurso que proferiu no passado dia 11 de dezembro, na sessão solene do Dia da Cidade.

Pelas contas da autarca, nesta altura, estão em execução projetos no valor de cerca de 11 milhões de euros. Elencou como exemplos a reconversão da antiga lota de Portimão, as repavimentações da V6 e da V5, entre a Penina e a Cruz da Parteira, e a operação de demolição das barracas existentes junto ao Mercado, que “estará terminada antes do final do ano”.

Destacou, também, a requalificação do edifício do Instituto de Socorro a Náufragos e a criação de uma nova casa mortuária em Alvor, bem como a construção de ossários e catacumbas no Cemitério de Portimão.

As obras vão prosseguir no próximo ano, durante o qual prevê que sejam lançados projetos que significam um investimento aproximado de 30 milhões de euros.

Em termos de vias de comunicação, uma das próximas é a abertura de um novo corredor que ligará o Largo do Dique à Rua Júdice Biker, após a demolição de dois imóveis aí existentes, o que acredita Isilda Gomes, “melhorará significativamente a fluidez do trânsito”.

Outros dois grandes projetos existentes consistem na construção de novas estradas entre a Avenida Paul Harris e a zona da Bemposta e entre a Penina e os Montes de Alvor. A presidente da Câmara garantiu que os respetivos projetos “estão terminados, seguindo-se agora todo o processo de aquisição de terrenos para que as obras possam avançar”.

Outras das intervenções a levar a cabo são a requalificação do passadiço da Praia da Rocha, da zona envolvente da Igreja Matriz de Portimão e da antiga lota de Alvor. A curto prazo, prevê, também, o arranque de um novo Centro de Recolha Animal e o lançamento dos concursos de construção do novo parque urbano junto ao Mercado.

Ao nível da habitação, vai avançar o processo de edificação de cerca de 200 fogos a custos controlados no Vale de Lagar, que representa um investimento superior a 23 milhões de euros e, assumiu a autarca, será já no próximo ano que “uma obra há muito ambicionada pelos portimonenses terá início: a construção do novo cemitério”.

Oito milhões no combate à covid
Esta sessão solene decorreu numa altura em que, no concelho e no país, tem vindo a aumentar substancialmente o número de pessoas infetadas pelo vírus da covid-19, situação que levou a que o evento tivesse sido realizado em formato digital.

Essa circunstância levou a que Isilda Gomes tenha dedicado parte substancial da sua intervenção a lembrar o que foi feito até agora em termos de combate à pandemia e o que está previsto para os próximos tempos.

Desde logo fez o anúncio de que o Centro de Vacinação vai passar para a zona do Parque de Feiras e Exposições, o que permite a disponibilização de melhores condições para responder ao novo fluxo que resulta da implementação da terceira dose e também da vacinação das crianças.

Para responder aos efeitos sociais e económicos provocados pela covid-19, a Câmara de Portimão investiu até agora “cerca de oito milhões de euros”. E a conta não deverá ficar por aqui, uma vez que muitas das medidas em vigor vão transitar para o próximo ano.

Entre elas constam as isenções de pagamentos das taxas de ocupação da via pública e publicidade, a manutenção dos apoios ao arrendamento, da tarifa social, do apoio aos medicamentos e das moratórias para pagamento de água.

A autarca também anunciou que o programa ‘Valorizar o Comércio Local’ vai ser lançado, de novo, com a disponibilização de 50 mil euros em prémios a sortear entre quem fizer compras no comércio local.

E, caso os efeitos da pandemia se mantenham ou piorem, Isilda Gomes referiu que “não hesitaremos um segundo sequer em canalizar para o seu combate todos os recursos que tivermos disponíveis, pois as pessoas estão primeiro”.

Para além das habituais intervenções das presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal, esta sessão do Dia do Cidade contou com testemunhos de profissionais e dirigentes de instituições que deram um contributo relevante no combate à covid-19.

You may also like...

Deixe uma resposta