Opinião: Pilates e a Saúde

Joana Alçada
Group Trainer e Personal Trainer
Responsável Pilates Aparelhos
Responsável de Indução


Pilates é um método de exercícios desenvolvido por Joseph Pilates na década de 1920, tendo sido o primeiro a explicar as teorias do desequilíbrio dentro do corpo. Começou com um programa de exercícios direcionado para ginastas e dançarinos, influenciando amplamente o ballet da cidade de Nova Iorque. Com a necessidade de ajustar o exercício para pessoas com limitações físicas e patologias, incluindo o mentor do método, foi criado o Pilates. Foi uma forma de adaptar os exercícios conforme a necessidade da pessoa e, assim, através de exercícios terapêuticos, ajudar na sua reabilitação, tendo como objetivo a conexão entre corpo e mente, como uma unidade, de modo a melhorar a consciência corporal e promover outros benefícios.

A maioria dos exercícios são executados com a pessoa deitada e baseados em seis princípios que descrevo seguidamente:
Concentração
Joseph defendia que a conexão entre mente e corpo só seria capaz através de concentração nos movimentos e no momento presente. A concentração também tem relação com foco e esforço, necessários para a correta execução dos exercícios, sua eficácia e consequente aprendizagem.

Centralização
O Pilates exercita principalmente os músculos centrais do corpo, responsáveis pela sustentação da coluna e dos órgãos internos: reto abdominal, transverso abdominal, glúteo máximo, oblíquos internos e externos e músculos da parte inferior das costas. O fortalecimento desses músculos, cujo conjunto é chamado de ‘Powerhouse’, constitui o pilar de centralização no Pilates. A importância da centralização é a promoção de um dos mais conhecidos benefícios do Pilates: a reestruturação postural, alinhamento e estabilidade da coluna e consequente diminuição das dores nas costas.

Fluidez
Joseph Pilates postulou que os movimentos nas aulas de Pilates deveriam ser executados com leveza, atenção e fluidez, sempre de forma harmoniosa e controlada. Junto com o pilar da concentração, o foco de qualquer exercício de Pilates é tirar o corpo do “piloto automático” de movimentos e trazer a consciência para o corpo, focando na completa e correta execução e não na velocidade.

Respiração
Para a execução de qualquer atividade é necessário saber respirar corretamente, que nesse caso significa inspirar e expirar completamente, esvaziando os pulmões. No Pilates, a respiração correta auxilia no alívio de tensões e deve ser sincronizada com o ritmo dos movimentos para que não se tranque a respiração durante a realização de nenhum exercício. Para Joseph Pilates, o ciclo respiratório correto começa pela inspiração torácica, depois a expiração do tórax superior, expiração do tórax inferior e então a expiração abdominal, terminando o ciclo. A respiração auxilia na correta execução dos movimentos e é essencial para que possam ser realizados com fluidez e concentração.

Precisão
A precisão é tanto um princípio quanto uma consequência de outros princípios, como a concentração e o controle. Está relacionada com a execução correta e objetiva dos movimentos, priorizando o controlo, o equilíbrio e a qualidade, com leveza e sem pressa. É um princípio que se relaciona com a concentração, já que requer atenção plena.

Controlo
O controlo é um princípio necessário para que todos os outros ocorram. Além do controlo necessário para a correta execução dos exercícios, o controlo dos pensamentos também é necessário para que se mantenha atento ao momento presente. Ao controlar os movimentos, diminui-se a possibilidade de lesões e melhora-se o alinhamento da coluna e a coordenação.

Tendo como base estes seis princípios, a prática de Pilates pode ser dividida em dois grupos: os realizados no solo (Matwork Pilates) envolvendo acessórios como bolas, bandas elásticas, rolos e ‘magic circle’ e os de aparelhos com dispositivos envolvendo molas e polias (‘Cadillac’, ‘Reformer’, ‘Chair’, ‘Barrel’, sendo estes os principais).

Ambos com benefícios em comum, de forma a promover e a melhorar a saúde da pessoa, enumero oito que são de destacar:
Melhora a Postura
O Pilates foca-se no trabalho de consciência corporal e desenvolvimento dos músculos do core (centro do corpo), ajudando a manter as curvas naturais da coluna vertebral e, consequentemente, a adquirir uma melhor postura.

Promove Saúde para as Articulações
O Pilates é composto por exercícios sem impacto, preservando assim as articulações e evitando lesões nas articulações.

Melhora a Respiração
A respiração é um item importantíssimo no Pilates. É realizada uma reeducação da respiração e concentração da mesma, o que facilita a execução dos exercícios, levando também benefícios para o dia a dia, proporcionando mais consciência sobre a forma como respiramos, reduzindo o cansaço e melhorando a qualidade das tarefas diárias.

Alívio das Dores/Prevenção de Lesões
A prática regular do Pilates ajuda a corrigir posturas, aliviar tensões e dores devido a problemas de coluna, das articulações, ou falta de alongamento ou mobilidade.


Previne a Incontinência Urinária
O trabalho de Pilates incide muito nos músculos da zona pélvica, que geralmente são negligenciados, se estes músculos pélvicos não são exercitados, a uretra vai diminuir a sua força para reter a urina, este é um problema muito comum em mulheres, essencialmente após a gravidez e na menopausa. O Pilates previne a incontinência urinária e é um tipo de tratamento não invasivo.

Melhora a Relação Sexual
Como foi evidenciado, o Pilates incide bastante na musculatura do soalho pélvico, tendo como benefício a possibilidade de proporcionar mais prazer durante a relação sexual, principalmente no caso das mulheres.

Previne Doenças Ósseas
O Pilates trabalha a musculatura mais profunda, responsável pela sustentação e proteção dos ossos e articulações, assim como, o aumento da densidade óssea, sendo o principal aliado na prevenção de doenças como a osteoporose ou a artrite reumatóide, mas também para evitar o desenvolvimento da mesma.

Promove o Relaxamento
O Pilates, além de melhorar a condição física, promove o equilíbrio e uma melhor postura, assim como o foco na respiração, o que induz o organismo à libertação de endorfina (hormona do bem-estar) ajudando o corpo a relaxar.

O Pilates e a saúde são aliados, em que o Pilates trabalha o fortalecimento muscular e ósseo, o equilíbrio, a respiração e a condição física, sendo benéfico para pessoas de todas as idades, auxiliando na prevenção, no alívio de dores e contribuindo para uma sensação de bem-estar e melhora da qualidade de vida. Ou seja, o Pilates é uma atividade física que oferece os mais diversos tipos de benefícios, independente da idade ou qualquer que seja o objetivo, sendo praticada, sempre, com supervisão de um profissional da área.

You may also like...

Deixe uma resposta