Queda de telhado de casa devoluta durante festa provoca dois feridos em Lagos

01[12]

O acidente ocorreu nesta sexta-feira, cerca das 07h00, numa casa devoluta situada num terreno perto do depósito de água municipal na zona da Fonte Coberta, em Lagos, onde se juntam todas as semanas cidadãos estrangeiros e portugueses. Há quem fale numa espécie de “rave party dedicada à música” durante a madrugada, colidindo com a lei do ruído. Presidente da Câmara, Joaquina Matos, diz ter tomado conhecimento apenas da “queda de uma estrutura de uma habitação devoluta e de dois feridos”    

 José Manuel Oliveira

Duas pessoas ficaram feridas, mas sem gravidade, na sequência “da queda de parte do telhado de uma habitação devoluta” ocorrida, nesta sexta-feira, cerca das 07h00, na zona da Fonte Coberta, em Lagos, apurou Algarve Vivo junto da Proteção Civil.

Inicialmente, as informações apontavam para a existência de cinco feridos, o que levou as autoridades a envolver o INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica), a corporação dos Bombeiros Voluntários de Lagos, a Polícia de Segurança Pública e o CDOS/Faro (Centro Distrital de Operações de Socorro), com um total de sete veículos e 17 operacionais.

De acordo com informações recolhidas de outras fontes, na casa, de rés-do-chão e devoluta, situada num terreno perto do depósito de água municipal, onde se registou o acidente, realiza-se todas as semanas entre as quintas-feiras à noite e as madrugadas de sexta-feira um convívio conhecido por ‘Jam’, com cidadãos estrangeiros e portugueses. “Trata-se do género de uma ‘rave party’ dedicada à música, numa situação considerada ilegal devido à lei do ruído”, contaram ao ‘site’ de Algarve Vivo.

Já a presidente da Câmara Municipal de Lagos, Joaquina Matos, limitou-se a dizer ter tomado conhecimento da “queda de uma estrutura de uma casa devoluta e de dois feridos”.

You may also like...

Deixe uma resposta