Albufeira mostrou estar preparada para início da época balnear

Albufeira voltou a assinalar a abertura da Época Balnear, que no concelho decorre de 15 de maio a 15 de outubro, com uma cerimónia oficial na Praia do Inatel. O programa ficou também marcado por uma exposição de meios e equipamentos utilizados pelas diversas entidades nas operações de limpeza, socorro e segurança, uma simulação de afogamento seguido de salvamento, sensibilização sobre os cuidados a ter com a exposição solar e os perigos das arribas e, ainda, uma ação de limpeza do areal.

O dia 15 de maio assinalou a abertura oficial da época balnear em Albufeira, uma das mais alargadas no país, com uma cerimónia oficial que contou com a participação do presidente da Câmara Municipal José Carlos Rolo, acompanhado por membros do executivo, Autoridade Marítima, Associação de Nadadores Salvadores de Albufeira (ANSA), Bombeiros Voluntários, GNR, ARS (Centro de Saúde de Albufeira – Unidade de Cuidados na Comunidade), Serviço Municipal de Proteção Civil, técnicos da Unidade do Ambiente da autarquia e vários concessionários de praia.

José Carlos Rolo sublinha, que “a medida tem que ser devidamente ponderada, uma vez que implica um aumento significativo de custos, quer para os concessionários, quer para a própria autarquia”. Durante a sua intervenção o autarca mostrou-se muito orgulhoso pelo facto de, pelo quarto ano consecutivo, o concelho iniciar a época com a totalidade das praias do concelho a ostentarem o galardão máximo da qualidade ambiental.

“Mantemos as nossas 25 praias com Bandeira Azul, bem como a Marina de Albufeira, o que perfaz um total de 26 distinções para o concelho. Pela nossa parte está tudo a postos para receber os inúmeros turistas que todos os anos escolhem o nosso concelho para passar férias, prevendo-se, mais uma vez, uma época com resultados bastante positivos. Destaco a intervenção dos técnicos do Município, que em articulação com todas as entidades responsáveis pela gestão das praias, desenvolvem um excelente trabalho que garante a segurança e a qualidade ambiental – fundamentais em qualquer destino turístico”.

O presidente reforçou, ainda, as questões que se prendem com a saúde, nomeadamente os cuidados a ter com a exposição solar, a necessidade de se cumprirem “os infinitos avisos colocados junto às arribas, para que situações como as que ocorreram, há anos, na praia Maria Luísa não se voltem a repetir” e a preservação ambiental, apelando a que os banhistas depositem os resíduos nos recipientes disponíveis para o efeito, existentes em todas as praias.

O vereador Rogério Neto, responsável pelo pelouro do Ambiente, corroborou a opinião e as preocupações do presidente, tendo sublinhado que Albufeira continua a ser “o Município campeão das Bandeiras Azuis, além de estar, também, em excelente posição no que respeita às praias acessíveis – 16 na totalidade das 25 praias do concelho, que têm à disposição dos veraneantes equipamentos que facilitam o acesso ao banho e a deslocação no areal a pessoas com mobilidade reduzida, à semelhança dos 2 equipamentos (cadeira andarilho e tiralô), que acabámos de entregar ao Sr. João Nunes, responsável pela concessão da Praia do Inatel”.

O empenho e dedicação dos técnicos do Município foi também motivo de referência por parte do autarca, que informou que as equipas de limpeza começam a trabalhar logo de madrugada, às 5h00, para que a partir das 9h00, quando os banhistas chegam à praia já não haja movimento de máquinas no areal. Para que tudo corra na perfeição, a Autarquia é obrigada a fazer um enorme investimento na aquisição de equipamentos destinados à limpeza e recolha de resíduos do areal, bem como nas obras de manutenção e requalificação dos acessos às praias. Destacou, ainda, que “só no mês de agosto – pico da época balnear – a Câmara recolhe diariamente, em média, 5 toneladas de lixo das praias. Além da limpeza, fez questão de enaltecer o trabalho de sensibilização, que todos os anos, o Serviço de Proteção Civil do Município desenvolve com os utentes das praias, quer no que respeita aos perigos das arribas quer da exposição solar.

Albufeira foi um dos municípios que já aceitou a transferência de competências do Estado no âmbito da gestão das praias, tendo Rogério Neto aproveitado para agradecer a colaboração da Autoridade Marítima nacional na pessoa do capitão Ricardo Arrabaça, da capitania do Porto de Portimão, e do capitão tenente Augusto Rebola, da Delegação Marítima de Albufeira “que têm prestado uma excelente colaboração à autarquia, esclarecendo todas as dúvidas que temos colocado relativamente a esta matéria”, concluiu.

O presidente da Assembleia Municipal reforçou a ideia de que “as praias são o principal polo de atração turística do concelho, pelo que há que continuar a trabalhar e a investir na qualidade ambiental, bem como nos programas de educação ligados à saúde e segurança na praia”. Paulo Freitas, à semelhança do presidente da Câmara e do vereador, fez questão de saudar “quem faz o trabalho invisível” – trabalho que qualificou de “glorificante “e que, juntamente com a colaboração das restantes entidades, “é o responsável por Albufeira conseguir, ano após ano, ser líder nacional das Bandeiras Azuis da Europa”.

O programa prosseguiu com a simulação de uma situação de afogamento/salvamento, iniciativa realizada em parceria pela ANSA, Autoridade Marítima e Bombeiros Voluntários de Albufeira. Alberto Matos e Jorge Azevedo, presidente e vice-presidente da ANSA, respetivamente, destacaram que este tipo de ações servem para mostrar os meios de vigilância e socorro e a forma como trabalham as equipas. “Estamos a fazer este trabalho de vigilância desde o início de abril nas praias dos Pescadores e Peneco. Neste momento temos 15 nadadores salvadores, com a perspetiva de virmos a ter mais, e uma viatura 4×4, que nos permite reforçar a vigilância nas praias e a segurança dos banhistas”. Ainda com o objetivo de mostrar que a Saúde e a Segurança são questões prioritárias quando estamos na praia, o programa incluiu uma ação de sensibilização sobre os cuidados a ter com a exposição solar e a segurança das arribas.

A iniciativa “Os Suspeitos do Costume – Do Rio ao Mar sem Lixo” – uma ação de limpeza do areal realizada numa extensão de 100 metros – contou com a participação de alunos da Escola Básica e Secundária de Albufeira, do Centro Infantil “O Búzio” e jovens da Associação internacional Make it Better, uma organização que intervém na área do turismo acessível, fechou o programa com chave de ouro, confirmando que a preservação ambiental deve começar desde cedo e é uma responsabilidade que deve ser assumida por todos.

You may also like...

Deixar uma resposta