Exposições em Albufeira

São muitas as exposições para ver em Albufeira durante este mês de outubro. O destaque vai para a mostra do artista albufeirense Francisco Piçarra – uma homenagem póstuma a um pintor que sentiu a sua terra como ninguém – patente na Galeria de Arte Pintor Samora Barros – e para as exposições “A Marchar para as Trincheiras – Relembrar 1914-1918” e “De Lágrimas e de Lama – 14-18 nos Olhos de um Soldado” ambas em exibição no Espaço Multiusos da cidade.

Em outubro há muita arte para ver e apreciar nos vários espaços culturais de Albufeira. Logo no início do mês, na Galeria de Arte Pintor Samora Barros, bem no coração da cidade, abriu a exposição “Introspeção, Vida e Obra”, do albufeirense Francisco Piçarra. A mostra, que vai estar patente ao público até dia 29 de outubro, pretende ser uma homenagem póstuma a um pintor que sentiu a sua terra como ninguém. A exposição pode ser visitada de segunda a sábado das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30. A Galeria encerra aos domingos e feriados.

Desde a passada quinta-feira, o Município recorda a I Grande Guerra com exposições e testemunhos de familiares de soldados albufeirenses que participaram no conflito. A mostra, que pode ser visitada até dia 31 de outubro, no Espaço Multiusos de Albufeira, integra duas exposições: uma intitula-se “De Lágrimas e de Lama – 14-18 nos Olhos de um Soldado” e é da responsabilidade da Associação Cívica, dirigida por Paulo Marques, presidente daquela associação de portugueses em França. A outra exposição é da responsabilidade do Arquivo Histórico de Albufeira e tem por título “A Marchar para as Trincheiras – Relembrar 1914-1918” e dá conta da participação dos albufeirenses na I Grande Guerra.

A exposição compreende não só os nomes daqueles que andaram na Guerra, como também relatos contados por familiares, a par dos efeitos da Guerra no concelho e no Algarve. ” Esta exposição, de entrada livre, pode ser vista de segunda a sexta, das 9h30 às 17h00 (encerra entre as 13h00 e as 14h00) e ao fim de semana entre as 14h00 e as 19h00.

Entretanto, na Galeria Municipal de Albufeira João Bailote, continua patente a exposição de pintura de João Cláudio da Silva. A mostra pode ser visitada até ao próximo dia 20 de outubro, de terça a sábado das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30. A Galeria encerra ao domingo, segunda e feriados. Natural de Olhão, João Cláudio da Silva estudou na Escola Superior de Artes Plásticas Aplicadas de Poitiers (França), cidade onde abre o seu primeiro atelier. 

A exposição “Albufeira por Artur Pastor”, considerado um dos grandes fotógrafos portugueses do século XX, pode ser admirada até ao próximo dia 16 de dezembro. Vinte anos após ter realizado a sua última exposição em Albufeira, a Autarquia pretende mostrar parte do seu percurso e prestar-lhe uma homenagem pelo legado que deixou ao concelho. A mostra é constituída por dois núcleos expositivos “Locais com História”, patente ao público no Arquivo Histórico, de segunda a sexta, das 9h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00 e “O Mar e as suas Gentes” em exibição no Museu Municipal de Arqueologia, terça, sábado, domingo e feriados das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30. À quarta, quinta e sexta, o horário é das 14h00 às 22h00.

You may also like...

Deixar uma resposta