João Vasconcelos reuniu-se com presidente da AMAL

O deputado, eleito pelo Bloco de Esquerda, João Vasconcelos e outros elementos deste partido reuniram-se esta segunda-feira, 2 de dezembro, com António Miguel Pina, presidente da AMAL.

Durante a reunião, o deputado e o líder daquela comunidade intermunicipal debateram questões que afetam o Algarve, como o problema da seca na região, o processo de descentralização, a mobilidade, com enfoque na modernização da ferrovia regional, a eliminação de portagens na A22 e a requalificação da Estrada Nacional 125 entre Olhão e Vila Real de Santo António.

Outros assuntos em cima da mesa foram a criação do passe intermodal regional, a conclusão da Ecovia do Litoral do Algarve e a grave situação do Serviço Nacional de Saúde na região.

Segundo o deputado, o Bloco de Esquerda considera a situação de seca muito grave, apontando medidas de emergência, defendendo que há investimentos necessários para a reutilização das águas residuais, incluindo para a agricultura, sendo que a aposta na dessalinização com o recurso às energias renováveis deve ser uma opção a ponderar.

“Sobre o processo de descentralização, o Bloco considera que contém todos os ingredientes para correr mal, tratando-se antes de uma municipalização de competências, visto faltar o patamar da regionalização. Torna-se imperioso a criação da Região Administrativa do Algarve. A descentralização de competências para as Comunidades Intermunicipais e o anunciado reforço das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional só servirão para criar maiores obstáculos para qualquer processo de regionalização”, descreve João Vasconcelos.

Outra das bandeiras do Bloco de Esquerda no Algarve tem sido a mobilidade, argumentando o partido que “o governo continua a atrasar a modernização da ferrovia regional, falhando mais uma vez nas promessas para o lançamento dos concursos. Por outro lado, torna-se necessário e urgente eliminar as portagens na Via do Infante e proceder à requalificação da EN125 entre Olhão e Vila Real de Santo António resgatando a concessão”.

Para o deputado João Vasconcelos estes problemas contribuem para o aumento da sinistralidade rodoviária no Algarve e este ano, pela quarta vez consecutiva, serão mais de 10 mil acidentes de viação, com muitas vítimas mortais e feridos.

Por fim, o deputado e os outros dirigentes bloquistas manifestaram uma grande preocupação pela situação ‘calamitosa’ que o SNS continua a viver, tendo João Vasconcelos afirmado que é necessário mais investimento, que deve constar no próximo Orçamento de Estado.

You may also like...

Deixar uma resposta