Teatro Municipal de Portimão recebe  Humor.PTM em agosto

Depois do sucesso do ano passado, o Grande Auditório do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão volta a ser palco do Humor.PTM – Festival de Comédia de Portimão, cuja segunda edição decorrerá de 12 a 27 de agosto e terá as participações de João Baião, Maurício Meirelles, Miro Vemba, Guilherme Fonseca, Ana Garcia Martins, David Cristina, Mónica Vale de Gato, Alexandre Santos e João Dantas.

Em tempo de férias, nada como uma oferta cultural descontraída, e é disso que se faz o Humor.PTM, com sessões às sextas-feiras e sábados, sempre às 22h00, tendo o eclético cartaz do Festival sido pensado para abranger todos os gostos e garantir muitas gargalhadas, como vai suceder logo no primeiro dia, 12 de agosto, com as atuações de Maurício Meirelles, Guilherme Fonseca e Miro Vemba, ao preço de 20 euros por bilhete.

Maurício Meirelles é um humorista e apresentador brasileiro. Foi integrante da banda Renatinho, com os humoristas Tatá Werneck e Murilo Couto, onde tocava guitarra e, em 2007, iniciou a sua carreira no stand-up comedy. Já venceu duas vezes o Prémio Risadaria como melhor stand-up do Brasil e, em 2020, ganhou o Prémio do Humor como Melhor Texto de Comédia do Brasil, pelo espetáculo ‘Levando Caos’.

Seja como humorista, argumentista ou apresentador, Guilherme Fonseca já fez um pouco de tudo. Para não complicar, define-se como uma pessoa que acredita tanto em Deus como na Segurança Social. Faz stand-up comedy desde 2006, já apresentou programas no Canal Q e na SIC Radical e fez parte de sucessos televisivos como DDT – Dono Disto Tudo, 5 Para a Meia-Noite e Cabaret da Coxa, estando atualmente na equipa do programa Isto é Gozar Com Quem Trabalha. Quando não está na rua a fazer rir ou atrás de um computador a escrever, está em casa a tentar não ser chateado pela mulher.

Quanto a Miro Vemba, integra a nova geração de humoristas angolanos e tem vindo a conquistar a atenção do público, não só através dos espetáculos ao vivo, como também na internet. Vem de uma família de humoristas onde também os irmãos, Nelson e Gilmário Vemba, dão cartas no stand-up, sendo que identifica o irmão Gilmário como a sua maior referência.

No dia seguinte, 13 de agosto, Mónica Vale de Gato abrilhantará o espetáculo ‘Demasiado’, cujos ingressos custam 12 euros.

Uma vez disseram-lhe que estava demasiado bem vestida para fazer stand-up. Pedras no caminho? Mónica Vale de Gato pegou nelas e construiu um solo de comédia chamado ‘Demasiado’ com um cartaz digno de capa da Vogue. 

Após alguns espetáculos junto de outros comediantes, decidiu finalmente ganhar a totalidade dos lucros e lançar o seu primeiro solo de stand-up. Aqui nunca será Demasiado falar sobre o que lhe apetecer: crescer em Mem-Martins, a vida como filha de um cego, isto de se ser pseudo-influencer, as viagens e peripécias, a fuga do mundo dos betos e do mercado de trabalho altamente tóxico… Ah! E séries. Porque não? Afinal de contas o que mais fizemos nos últimos tempos foi estar alapados no sofá! Estes e outros temas do dia-a-dia, que vão ser altamente satirizados. Não fosse ela Demasiado.

‘Pijaminha de Cenas’ é o mote do espetáculo agendado para 19 de agosto, ao preço de 18 euros por bilhete, que juntará Ana Garcia Martins, autora do blog ‘A Pipoca Mais Doce’, e David Cristina, humorista nascido e crescido em Portimão.

Depois de outras experiências do género a solo, ambos lançaram o ‘Pijaminha de Cenas’, o primeiro podcast cujo tema é não ter tema. Aqui fala-se de tudo e mais de um par de botas.

A 20 de agosto será a vez de subirem ao palco Alexandre Santos, João Dantas e ainda um convidado surpresa, cuja identidade ainda está envolta em sigilo, sendo de 16 euros os ingressos para espetáculo.

Alexandre Santos deu os primeiros passos na comédia no YouTube e já conta com mais de 560 mil seguidores nessa plataforma e outros 320 mil no Facebook. É o comediante responsável pelos filmes ‘Balas e Bolinhos’ e ‘O Estrondo’, que conta com mais de dois milhões de visualizações no YouTube. A sequela ‘O Estrondo II’, três dias após a estreia em 2013, já tinha alcançado meio milhão de visualizações.

Por seu turno, João Dantas começou a sua carreira com a presença no Pi100Pé, de Fernando Rocha, e desde aí, não tem parado com atuações em todo o país, tendo pisado alguns dos palcos mais emblemáticos e contabilizando várias presenças no Pi100Pé e também no Levanta-te e Ri.

Por fim, os espetáculos de 26 e 27 de agosto, ao preço de 20 euros por unidade, estarão a cargo de João Baião, que levará ao TEMPO os ‘Monólogos da Vacina’.

Sinónimo de alegria, energia e boa disposição, todos estes elementos serão refletidos no espetáculo que Baião idealizou e que mais não é do que um monólogo que rapidamente passa a uma eletrizante sequência de diálogos, coreografias, canções e cenas recheadas de humor e temas atuais.

You may also like...

Deixe uma resposta