Homem detido em flagrante delito ao lançar fogo na zona da Fóia

incendios

Residente no concelho de Loulé, é também suspeito por fogos que deflagraram durante a tarde deste sábado na zona do Porto de Lagos, em Portimão, e nas Caldas de Monchique. Incêndio na Fóia está a provocar “mais preocupações”, segundo o edil Rui André.

José Manuel Oliveira

Um homem, de 50 anos, nacionalidade portuguesa e residente no concelho de Loulé, “foi detido em flagrante delito” durante esta tarde na zona da Fóia, em Monchique, por militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) local, quando ateava fogo a uma área de mato.

A revelação foi feita à Algarve Vivo pelo presidente da Câmara Municipal de Monchique, Rui André, acrescentando que o indivíduo acabou por ser entregue a inspetores do Departamento de Investigação Criminal (DIC) de Portimão da Polícia Judiciária (PJ). No dia 5 de Setembro deverá ser presente a um juiz de instrução criminal, que determinará as medidas de coação a aplicar.

O indivíduo é igualmente suspeito de ter ateado um fogo na zona de Porto de Lagos, no concelho de Portimão, e um outro nas Caldas de Monchique, que já encontra dominado. O incêndio na zona da Fóia, que começou cerca das 17h00, “é combatido apenas por bombeiros de todo o Algarve e está a suscitar mais preocupação devido ao cair da noite com a desmobilização de meios aéreos”, afirmou Rui André, numa altura em que a autarquia já disponibilizou duas máquinas de arrasto para intervir no terreno em chamas.

You may also like...

Deixar uma resposta