Opinião: Prepare-se para o Inverno! 

Dra Cristiana Freitas | Farmácia Amparo Lagoa


Com o tempo frio a chegar, temos tendência para passarmos mais tempo em espaços fechados e pouco ventilados. Esta alteração de hábitos facilita a propagação de agentes infeciosos que se transmitem pelo ar, aumentando assim, a possibilidade de contágio de doenças respiratórias agudas.

Durante todo ano, mas nesta época em especial, os hábitos de vida saudável são fundamentais para melhorar o sistema imunitário:
A escolha de uma alimentação saudável, com particular preocupação para o reforço do sistema imunitário, através de alimentos ricos em antioxidantes, como a vitamina C, vitamina E, selénio e zinco. Caso não o consiga fazer através da alimentação, peça ajuda ao seu farmacêutico ou nutricionista para a escolha de um suplemento alimentar adequado a si e às suas necessidades.

Sabia que: A sopa é uma ótima opção: económica, quente, rica em nutrientes, fibra, vitaminas, minerais e água.

A prática de atividade física para além dos benefícios físicos (fortalecer músculos e ossos, melhoria dos sistemas cardiovascular e respiratório) e psicológicos (aliviar stress e sentir-se bem), contribui para o reforço do sistema imunitário.

Sabia que: não é preciso ir a um ginásio para ser ativo fisicamente e que qualquer atividade é melhor que nenhuma. Basta integrar pequenas alterações na sua rotina diária: sair do autocarro uma paragem antes, apanhar o elevador para um ou dois pisos abaixo daquele para onde vai e/ou oferecer-se para passear o cão de um amigo.

A vacinação é a forma mais eficaz de prevenção de diversas doenças. Esta diminui de forma eficaz e segura a probabilidade de desenvolver doença, sem risco de a causarem. Embora a proteção não seja total, caso ocorra infeção, a vacinação reduz a intensidade dos sintomas assim como a possibilidade de ocorrerem complicações.

A gripe e as infeções pneumocócicas são as infeções de maior expressão nesta altura do ano. Além destas duas vacinas, é ainda de ressalvar a importância da vacinação contra a COVID-19. Para a época gripal 2022/2023, a campanha de vacinação no âmbito de Serviço Nacional de Saúde (SNS), teve início a 7 de setembro para:

  • pessoas com idade igual ou superior a 65 anos;
  • pessoas com doença crónica (com mais de seis meses de idade) em situação de imunodepressão ou integradas em lares, rede de cuidados continuados e reclusos;
  • grávidas;
  • profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados.

Além dos grupos prioritários, a Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda também, a vacinação das pessoas com idade compreendida entre os 60 e os 64 anos.

A vacina contra a gripe pode ser administrada em simultâneo com outras vacinas do Plano Nacional de Vacinação e também com a vacina contra a COVID-19.

Tal como ocorrem com os outros medicamentos, as vacinas podem provocar reações secundárias. É possível que tenha alguma dor no local da administração e, por vezes, febre. Caso verifique alguma reação à vacina, deverá notificá-la no Portal RAM, do Infarmed, ou poderá solicitar ajuda ao seu farmacêutico ou a outro profissional de saúde para o fazer.

Se já teve alguma reação alérgica a alguma vacina contra a gripe, ou se sabe que é alérgico a algum dos seus componentes, não se deverá vacinar antes de falar com o seu médico. Também não o deverá fazer, se manifestar doença febril à data da vacinação, reagendando para uma altura em que esteja totalmente recuperado.

Nas farmácias, a vacinação contra a gripe iniciou-se a 28 de setembro. A proximidade com o farmacêutico, o menor tempo de espera e o aumento da diversidade de locais onde as pessoas se podem vacinar são, geralmente, as principais vantagens da prestação deste serviço na Farmácia.

Sabia que:
Muitas vezes a eficácia da vacina da gripe é posta em causa pois as infeções por gripe e por constipação são confundidas. Contudo, são provocadas por vírus diferentes e por esse motivo, causam sinais e sintomas diferentes:

Sinais e SintomasConstipaçãoGripe
Inicio e intensidadeInicio gradual e sintomas ligeirosInicio súbito
e sintomas intensos
Mais frequentesNariz entupido, espirros, dor de garganta, dores
no corpo, tosse
Mal-estar
geral, cansaço, dores
musculares
e articulares
FebreSem febre ou com febre baixaFebre alta

A vacina contra a gripe (vírus Influenza) não confere proteção para os vírus que provocam constipação.
Alguns sintomas de constipação e gripe podem ser comuns à COVID-19, bem como a sua forma de transmissão e por isso, pode ser difícil distinguir estas doenças.

Se manifestar algum dos sintomas compatíveis com infeção aguda respiratória (seja ela gripe, constipação, COVID-19 ou outra):
Procure ficar em casa. O repouso é essencial para a sua recuperação e evita contagiar outras pessoas; Beba bastante água para não desidratar; Procure aliviar os seus sintomas, iniciando medicação para controlo de dor e/ou febre (informe-se com o seu médico ou farmacêutico);
Vigie o seu estado de saúde. Se tiver sinais de agravamento o SNS 24 (808242424) e siga as instruções que lhe forem transmitidas.

É igualmente importante o cumprimento das medidas gerais de proteção por forma a evitar contagiar as outras pessoas. Lembre-se:

  • Utilizar máscara em locais fechados com múltiplas pessoas;
  • Cobrir a boca e o nariz com o braço ou um lenço de papel sempre que sentir que vai tossir ou espirrar nas situações em que não impliquem o uso de máscara;
  • Lave frequentemente as mãos com água e sabão ou com um produto com álcool.

Não se esqueça que na farmácia encontra uma porta sempre aberta onde pode obter ajuda e esclarecimentos de como se preparar para o Inverno e ainda de como prevenir e tratar as infeções mais comuns desta altura do ano. O seu farmacêutico está apto a esclarecê-lo sobre as vantagens da vacinação e a referenciá-lo ao médico se a situação o justificar.

You may also like...

Deixe uma resposta